Comportamento

Restaurante proíbe crianças, porque os pais “não as disciplinam”

caparestaurante proibe criancas porque os pais nao as disciplinam

A decisão polêmica da proprietária causou reações diversas nas redes sociais. Entenda melhor o caso!



A proibição de crianças em determinados lugares é algo aceito pela sociedade de forma geral, porque sabemos que são pequenas demais para compreender determinadas coisas e fazer parte de um convívio específico.

No entanto, quando as restrições acontecem em locais mais “livres”, com um contexto tranquilo, as pessoas têm dificuldade de aceitar que seus filhos não possam frequentá-los, e que, de alguma forma, seu comportamento esteja associado às proibições.

Esse é um dilema que Lucy Draper, de 67 anos, proprietária do restaurante e pub The Compass Inn, na Inglaterra, tem enfrentado nos últimos meses. No fim de agosto de 2020, Lucy anunciou, na página do Facebook do restaurante, que proibiria crianças menores de 12 anos de frequentar o restaurante e que sua entrada seria liberada apenas no almoço, aos domingos, das 12h às 14h30.


2restaurante proibe criancas porque os pais nao as disciplinam

Direitos autorais: reprodução Facebook/The Compass Inn.

Em entrevista ao Daily Mail, Lucy disse que seu pub era para ser um ambiente adulto, e que está cansada de lidar com crianças que se comportam mal e ignoram as regras de isolamento social.

Ela ainda manifestou que não quer que seu restaurante se transforme em uma “creche” e que não pretende mudar de ideia quando a pandemia no país acalmar.

A empresária disse que as famílias levam as crianças no final da tarde, depois de terem brincado o dia todo e estarem hiperativas, quando o certo é serem levadas para casa, para dormir.


Ela lamenta a decisão, pois gosta de algumas das crianças, e culpa os pais por isso, dizendo que eles “não disciplinam” seus filhos.

3restaurante proibe criancas porque os pais nao as disciplinam

Direitos autorais: reprodução Facebook/The Compass Inn.

As reações na publicação em que anuncia a nova medida foram diversas. Algumas pessoas chamaram a atitude de “sem consideração” e “ridícula”, outros disseram que sentem vergonha por Lucy, e ainda há aqueles que disseram que nunca mais voltariam ao estabelecimento, com ou sem os filhos.

O local era opção de muitas famílias, pois é o único restaurante com refeições “sem glúten” da região.


No entanto, há aqueles que se levantaram para defender o direito da empresária. Alguns comentários agradeceram a decisão, porque agora serão capazes de comer “em paz” no ambiente; noutro comentário, a pessoa diz que é bom saber que poderá ir ao local, onde não haverá “crianças mal-educadas” para estragar suas refeições.

4restaurante proibe criancas porque os pais nao as disciplinam

Direitos autorais: reprodução Facebook/The Compass Inn.

Lucy disse que já esperava as críticas e que já lidou com situações semelhantes no passado, mas acredita que os pais deveriam levar as crianças “barulhentas” a um bar mais adequado. No entanto, condenou o nível das críticas e o fato de estar recebendo muitas avaliações negativas.

Sem dúvida, a decisão é bastante polêmica.


Conte-nos abaixo qual sua opinião sobre a decisão de Lucy e compartilhe o texto nas redes sociais!

Depois de gastar mais de R$ 2 mil com seu cão, homem manco descobre que o animal apenas o imitava

Artigo Anterior

Mulher processa bar ao receber comanda com comentário obsceno: “Moça do peitão”

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.