5min. de leitura

Rita Lee: “Bichos não são objetos pessoais dos humanos, eles têm sentimentos, como nós”

Recentemente, Rita Lee, que está afastada dos palcos desde 2012, escreveu um livro que trata de um assunto muito importante: a proteção dos animais.


Rita Lee, “a rainha do rock brasileiro”, é uma mulher influente na sociedade brasileira, de uma boa maneira. Além de música, ela também dá visibilidade a outras causas muito importantes, como a leitura, a moda e também a defesa dos animais.

Recentemente, a cantora, que está afastada dos palcos desde 2012, escreveu um livro que trata de um assunto muito importante: a proteção dos animais. A obra infantil, que conta com Rita como uma das personagens, foi inspirada na história da ursa Rowena, que ganhou visibilidade em 2018 como “a ursa mais triste do mundo”.

Rowena foi vítima do tráfico de animais e trazida da Sibéria até o Brasil, onde recebeu o nome de Marsha e foi maltrata por anos, em circos, até ser levada a um zoológico de Teresina (PI). No entanto, esse não era o melhor ambiente para a ursa que sofria muito com o calor e vivia triste.


Em 2018, a história de Marsha mudou quando Luisa Mell, ativista e protetora, em parceria com ONGs e associações, conseguiram transferi-la para o Rancho dos Gnomos, um santuário no interior de São Paulo, que oferecia as condições necessárias para que o animal fosse cuidado da maneira certa. Em seu novo lar, a ursa foi rebatizada como Rowena.

Inspirada na história de Rowena, Rita Lee escreveu “Amiga ursa – uma história triste, mas com final feliz”, livro lançado pelo selo Globinho, da Globo Livros.

Rita foi conhecer Rowena no Rancho dos Gnomos e falou sobre essa experiência em entrevista à Revista Quem: “Eu entrei no espaço dela e fiquei com vontade de beijá-la, abraçá-la”, disse.

A ursa não demonstrou medo ou incômodo com a presença de Rita, apesar de ter sido maltratada por seres humanos a vida inteira. “Foi um dos dias mais especiais da minha vida, ter encontrado a Rowena”, revelou a cantora.


Na história, Rita personifica a Vovó Ritinha, narradora da história. O objetivo do livro é conscientizar as crianças sobre a necessidade de respeitar os animais e cuidar do meio ambiente. A artista acredita que as crianças podem mudar o mundo, portanto, optou por dedicar sua obra a elas.

Em entrevista exclusiva concedida a Soninha Vieira, da Revista Quem, Rita falou um pouco sobre a obra:

Está mais do que na hora de falar sobre os maus-tratos contra animais, não estamos mais na Idade Média para ainda existir rodeio, vaquejada, circo, comércio de animais exóticos, rinhas de galo e de cachorro, e tantos eventos que humilham publicamente os bichos.  Finalmente estamos encontrando espaço maior na mídia para falar sobre o assunto: bichos não são objetos pessoais dos humanos, eles têm sentimentos, como nós. Estamos dando voz a quem não pode se defender.

A iniciativa de Rita é muito importante. É preciso ensinar aos mais jovens que os animais são seres, como nós, e que merecem respeito e amor, assim como o meio ambiente. O planeta é a nossa casa e os animais, os nossos vizinhos, precisamos cuidar de ambos para que possamos conviver em harmonia e alegria.

Confira abaixo o vídeo do encontro de Rita e Rowena:

Os animais são puros e únicos na natureza, é nosso dever garantir que a ganância e a maldade humanas não tirem a vida deles. Ensine isso aos seus filhos, por meio do exemplo, e ajude a construir uma sociedade mais respeitosa.

Marque nos comentários abaixo seus amigos que têm filhos e espalhe esse exemplo!

 

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos. Direitos autorais da imagem de capa: Guilherme Samora.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.