Desenvolvimento PessoalO SegredoRelacionamentos

Sabedoria também é praticar o “desapego”

sabedoria também é praticar o

E você, pratica o desapego todos os dias? Dito desta forma, isso pode levantar alguma surpresa e até mesmo contradição.



Desapego não nasce de uma personalidade egoísta que só procura valorizar-se e quebrar o elo com tudo ao seu redor. Nem um pouco.

“O desapego é uma necessidade vital e parte de nosso crescimento pessoal. Precisamos deixar de reforçar relações que nos fazem mal, livrar-nos dos excessos, das dependências… É vivermos em honestidade com nós mesmos e nosso equilíbrio emocional.”

É claro que jamais iremos praticar o desapego com tudo o que é importante para nós, e que nos dá uma série de reforço positivo capaz de enriquecer-nos, para nos tornar pessoas melhores.


No entanto, se fizermos um pequeno exercício de reflexão, perceberemos que ao nosso redor flutuam muitas dimensões, situações e pessoas que nos colocam sua âncora, afundando-nos a cada dia um pouco mais.

E temos de ter cuidado, porque às vezes culpamos os outros por nossa infelicidade, e também seria necessário praticar o desapego de certas atitudes de pensamentos limitantes, medos e inseguranças.

O desapego como técnica de conhecimento pessoal

Podemos falar muito sobre desapego. No entanto, sabemos que não é fácil praticá-lo ou realizá-lo tão rapidamente.


“Praticar o desapego requer estar ciente de tudo o que não enriquece as nossas vidas. Agora … Como quebrar essas ligações alimentadas no passado por tantas emoções, sonhos e esperanças?”

Com valentia. Nesta vida nada parece vir com a serenidade de uma brisa fresca de verão, é como se precisássemos de tempestades para aprendermos, para estarmos ciente de que, por vezes, o mais corajoso não é o que mais suporta, mas o que se atreve a dar um passo e … deixar ir.

O desapego é principalmente uma técnica que nos permite conhecer-nos muito melhor para estabelecermos limites, e vivermos em harmonia com nós mesmos.

A seguir estão alguns passos para melhor se aprofundar neste aspecto fundamental de nosso crescimento pessoal:


1. Você é o protagonista de sua própria vida e único responsável

Algumas pessoas dependem das opiniões de outras para serem felizes. Às vezes até mesmo um gesto pode ser interpretado com indiferença, aversão ou até mesmo repugnância.

Estamos falando, por exemplo, daqueles relacionamentos que concentram toda a sua existência na outra pessoa, quase obsessivamente, criando uma dependência onde frases como estas, são muito comuns:

“Sem você eu não sou nada, se você não está perto de mim é como se não estivesse inteira, como se a vida não tivesse sentido …”


Não podemos negar que nas relações afetivas sempre existirá certa dependência: queremos a outra pessoa, e, portanto, a ligação é forte e intensa.

No entanto, esta dependência não deve consumir a nossa própria identidade, nem permitir que a felicidade esteja sempre guardada com outro alguém.

  • Você é a estrela de sua própria vida. Portanto, as pessoas que você escolhe devem te enriquecer, não te anular.

  • Pratique o desapego da dependência absoluta dos outros. Ninguém vai respirar por você, ninguém é obrigado a preencher o seu vazio todos os dias, ou aliviar seus medos.

Seja o arquiteto de sua própria vida e sua própria riqueza interior como pessoa. Isto irá criar laços mais completos e maduros com aqueles ao seu redor.



2. Assuma a realidade

Há aqueles que não querem ver. Algumas pessoas, por exemplo, não aceitam que seus filhos devam aprender a serem independentes, responsáveis e autônomos.

O desapego também precisa de uma dose de realidade, descobrir em nós certas crenças limitantes, ou mesmo obsessões que nos prendem, ligam-nos a dimensões quase obsessivas.



3. Você está livre, e também deve promover a liberdade dos outros

Eu quero liberdade sem amarras, onde todos podem se reunir para aprender, desfrutar e enriquecer os próprios mundos, afetos e particularidades.

Eu quero um dia no qual possa desfrutar do presente sem manter vínculos obsessivos com erros passados, falhas ou perdas. Assumo minhas perdas, as compreendo e aceito, para crescer e avançar com liberdade.

Quero confiar em mim mesmo e na minha capacidade de alcançar meus sonhos, também permitindo que você alcance os seus. Porque não sou ninguém para cortar suas asas, e te privar de seus desejos …


 

___

Traduzido pela equipe de O Segredo

Fonte: La Mente es Maravillosa

Quero que você seja melhor também

Artigo Anterior

4 maneiras de descobrir se seu amigo é verdadeiramente um amigo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.