ColunistasComportamento

Saber perdoar é um ato de inteligência!

Perdoar. Como é difícil esse ato quando se é ferido bem no fundo da alma!



O coração sente quando as coisas não vão bem e, consequentemente, a tristeza vem como vento derrubando tudo em dias de chuva.

Só quem foi profundamente machucado sabe o quão difícil é deixar a poeira baixar e esquecer os dissabores.

Entretanto, perdoar é um ato de inteligência.


Perdoar significa purificar a alma, eliminando toda sujeira acumulada. Uma vez que você perdoa, você faz um bem danado ao coração.

Perdoar é ser humilde. É entender que todos nós estamos sujeitos a errar, e aceitar que até as pessoas que mais amamos estão sujeitos a errar também.

Perdoar também é um ato de amor. Se você se ama verdadeiramente, e ama quem o magoou, você está construindo uma corrente de amor.

Amar-se verdadeiramente é lutar contra os sentimentos que lhe causaram tristeza. É entender que também somos imperfeitos e cometemos erros, mesmo sem intenção.


Amar-se é dar oportunidade de perdoar àquele (a) que o machucou, deixando de lado qualquer mágoa que venha prejudicar seu coração.

Pode ser que um dia alguém o machuque, ou você machuque alguém, ou, de repente, você se veja em uma situação na qual precisa se perdoar por algo. Todavia, o perdão deve ser praticado em qualquer momento da vida. Por mais difícil que seja a situação, o perdão deve ser sincero. Perdoe para que seja perdoado (a).

O orgulho é vilão da história. Não é fácil deixá-lo para trás em momentos difíceis, no entanto, as tribulações chegam com o intuito de nos deixar uma lição.

E exercitar o perdão, é uma das lições mais grandiosas que alguém pode ter. Acredite, fará de você um ser humano melhor.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: melis / 123RF Imagens


Queira um amor que ame suas imperfeições…

Artigo Anterior

Você não perde o que não tem!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.