Comportamento

Sabrina Sato doa comida e brinquedos a crianças carentes durante a pandemia: “Um sonho antigo meu”

A atriz e apresentadora sempre alimentou o sonho de ajudar crianças, sempre se engajando em ONGs, sendo inclusive madrinha da Fundação Cafu.



Quantas vezes você ofereceu um pouco do seu tempo para ajudar quem precisa? Sabemos que nem sempre é possível encontrar uma brecha em meio à rotina frenética que envolve trabalho, casa e família, mas isso não exclui o fato de que exercitar a cidadania é dever de todos. Cada pessoa pode ajudar da maneira que consegue, fazendo um pouco a cada dia, doando dinheiro, roupas, alimentos, um pouco do tempo, são infinitas as possibilidades.

A atriz e apresentadora Sabrina Sato criou em 2016 o instituto que carrega o seu nome, com a intenção de apoiar instituições que já existem em projetos sociais que abarquem a educação, desenvolvimento, assistência social e proteção às crianças e adolescentes do Brasil. Segundo reportagem para a revista Forbes, não é de hoje que ela alimenta a ideia de ajudar crianças carentes.

No primeiro evento da entidade, foi possível arrecadar R$ 331 mil em um leilão para as ONGs Tucca, (ajuda crianças com câncer), Fundação Cafu (oferece educação, arte e esporte a crianças) e Instituto Ressoar (combate à pobreza no interior da Bahia).


Para ela, esse é o lado bom de ser famosa, conseguir usar a própria imagem para transformar, sendo agente de mudança para quem precisa. Desde que começou, o Instituto Sabrina Sato firmou parcerias com mais de 30 ONGs e instituições beneficentes, como a Central Única das Favelas, Casa do Abrigo e Doutores da Alegria.

Além disso, estabeleceu parcerias com a Brasil Cacau, Coperálcool e Riachuelo, sendo que a atriz defende que não vê problema algum em colocar dinheiro do próprio bolso ou mesmo arregaçar as mangas e sair pedindo para quem pode doar.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@insitutosabrinasato.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@insitutosabrinasato.


Logo no início da pandemia, Sabrina planejou com os irmãos como poderiam ajudar quem não podia sair de casa para trabalhar, consequentemente ficando sem renda. Os contatos que fizeram renderam grandes doações de alimentos, muitos produtos de higiene e brinquedos, tudo levado para instituições e comunidades carentes.

Sabrina conta que atuar socialmente sempre fez parte de sua vida, e se lembra de, ainda na infância, acompanhar sua avó materna ajudando muitos amigos e conhecidos durante a pandemia de aids,  visitando as pessoas em casa, no hospital, e fazendo questão de cuidar e cozinhar para elas.

A apresentadora acompanhou a avó dos 4 aos 7 anos. A avó faleceu quando Sabrina ainda era criança, mas deixou com a neta a herança do cuidado com o próximo, que ela faz questão de transmitir à filha Zoe, de 2 anos. Outra questão que ela deseja incluir no instituto é o apelo e ajuda ambientais, mas está estudando outros projetos para ver como pode atuar e causar impacto.


Brasileira de apenas 4 anos já foi premiada duas vezes por limpar praias e cuidar do meio ambiente

Artigo Anterior

“Pare de me perguntar se ela é minha filha só porque eu sou negra e ela é branca”, pede mãe

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.