5min. de leitura

Saia da zona de conforto! – a vida está acontecendo… e nossa alma sabe o que é melhor para nós!

A vida está acontecendo. As estações mudam. As árvores florescem, dão frutos, suas folhas caem e os galhos secam. Tudo gira em ciclos. Constantemente vamos construindo nossas vidas em rotinas, hábitos, costumes e sem nos darmos conta, ficamos feito cães correndo atrás de nossos próprios rabos.



Há pouco mais de três anos, meus interesses mudaram. O que as publicidades e comercial de margarina me vendiam, deixei de comprar. Despertei, creio que é a melhor palavra para descrever o que me aconteceu. De repente vi que eu mesma tinha criado uma vida a qual não fazia sentido. Eu estava sempre dependendo de fatores externos, estava a mercê de chefes, família, amigos, economia, clima do tempo, conta bancária, empregados, trânsito e etc.

saia-da-zona-foto-01

Parei de assistir televisão e passei a ler livros de assuntos que me interessavam, mas que eu nunca tinha tempo antes (já que vivia robotizada pela rotina que tinha criado até então). Depois de me achar em diversas literaturas, passei a me aprofundar voltando a fazer cursos sobre os assuntos do meu interesse. Eles me levaram a fazer dietas que me ajudavam a ter mais saúde e energia. O que me levou a voltar a pegar pesado na ioga e meditação, já que não queria mais seguir meus condicionamentos mentais pois eram uma perda de tempo.


Afinal, acompanhar a moda, a política, a economia, as misérias, os atentados, as fofocas nos bares tinham me levado a ter uma vida com um imenso vazio e um tóxico sentimento de impotência.

Aos poucos, mudando meus horários, criando novos hábitos, trazendo mais do que eu gosto e abrindo mão do que eu já estava acostumada foi o maior upgrade que eu podia imaginar. Descobri que uma hora de massagem valia muito mais do que uma hora vendo mídias sociais. Uma hora cuidando do jardim da minha casa me trazia muito mais alegria do que ficar passeando pelo mesmo tempo no shopping. Duas horas lendo um livro me traz mais criatividade e reflexões do que o mesmo tempo assistindo TV. Um banho gostoso com esfoliação aos domingos, é muito mais valioso do que um banho correndo porque tenho diversos compromissos depois. O valor real do menos é mais.

Outro dia ainda li Augusto Cury dizendo que hoje em dia uma criança de sete anos tem muito mais conhecimento do que um homem de meia idade no império romano. Desacelerar é o segredo. Sair deste ritmo enlouquecido da era digital, cheia de informações, ditos e regras é sair do samsara e encontrar o que dá sentido a alma. E ela está além do que estamos acostumados.


saia-da-zonha-foto-de-capa-e-foto-02

Nossa alma sabe o que é o melhor para nós, portanto ela habita onde está nossos interesse e amor. Para acessá-la é necessário parar e sair do que já estamos acostumados. É necessário ir além do que já foi instalado em sua vida.

Se encoraje, se inspire e prove o delicioso sabor de parar de fazer mais do mesmo e vá atrás de qualquer coisa que faça sentido e que esteja fora deste ciclo vicioso no qual você se instalou.

Todo dia é um bom dia. Todo dia é um novo começo. Todo dia é um convite para a vida com sentido. A paz e a harmonia estão apenas dentro de você, use as ferramentas que você já tem para faze-las fluir. Comece com um pequeno plano e aja.

Depois, sua própria alma te guiará… e não se surpreenda caso vá parar em um lugar no qual nunca se imaginou. E neste delicioso caminho, lembre-se sempre: “Seja a mudança que você quer ver”.

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.