AmorEnergiasLei da Atração

Saiba como atrair a prosperidade e a identificar crenças que impedem você de conquistar seus sonhos.

water 06 04

Falar em prosperidade e abundância é falar sobre a materialização de sonhos. E sobre o saber desejar conscientemente, algo que, não raro, pede a revisão de valores e respeitável autoconhecimento. Nesse sentido, ajudamos você a conectar-se de uma vez por todas com a energia da exuberância – pois, fluida, ela só faz bem para a sua vida, para quem está ao seu redor e para o planeta



Crenças limitantes


Especialista na conexão entre capital e espiritualidade, Amelia Clark diz que a capacidade de prosperar está diretamente ligada à noção de merecimento. Acontece que, muitas vezes, estamos presos a teorias como “dinheiro não dá em árvore”, “é sujo” e “não traz felicidade”. E nos deixamos influenciar negativamente em relação à maior ferramenta de que dispomos para a manifestação dos nossos sonhos na matéria. “Os valores exercem importante influência no âmbito individual em relação ao uso do dinheiro e nos comportamentos que a sociedade propõe em relação a ele”, afirma Valéria Meirelles, psicóloga especializada no tema. Sabendo disso, pode ser um ótimo começo passar a pensar: “A energia do dinheiro é uma coisa boa e eu estou neste fluxo”. A prosperidade está conectada com qualidade e não com quantidade.
Mesmo com a riqueza, há quem acredite que não tem o bastante. Por outro lado, tem gente que é feliz com pouco recurso material. Na chamada simplicidade voluntária, termo que sintetiza um estilo de vida onde os praticantes optam por mudanças significativas em nome da redução do estresse, da proteção ambiental e do consumo consciente, os adeptos têm atitudes que vão desde comprar menos e plantar o próprio alimento a morar em casas menores. Sabem priorizar o importante e abrir mão do supérfluo, na certeza de que uma vida mais simples exteriormente pode ser abundante interiormente.

Via Bons Fluídos. 

Depressão masculina: como reconhecer o mal no homem?

Artigo Anterior

A tristeza como um tapa

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.