Saiba como se comparar pode ser destruidor! Pare agora! Sua autoestima agradece!

Muitas pessoas têm o hábito de se comparar. Mas, não percebem que é uma fonte de stress e uma forma de tortura. Isso mesmo!

Tortura, pois, se você se compara com pessoas que têm mais estudo, mais dinheiro, mais… você se rebaixa e drena toda sua energia física e emocional, perde foco, faz um estrago danado, sem perceber.

Mas, se você se compara com tem menos alguma coisa, tende a se tornar arrogante, pouco empático.

Seja qual for a situação, reflita comigo logo abaixo no vídeo e depois, vamos continuar a conversa:

v
Amo histórias para refletir sobre a vida e essa encaixa muito bem na nossa conversa de hoje:

Certo dia, um Samurai, que era um guerreiro muito orgulhoso, veio ver um Mestre Zen. Embora fosse muito famoso, ao olhar o mestre, sua beleza e o encanto daquele momento, o Samurai sentiu-se repentinamente inferior.

Ele, então, disse ao mestre: porque estou me sentindo inferior? Apenas um momento atrás, tudo estava bem. Quando aqui entrei, subitamente, eu me senti inferior e jamais me sentira assim antes. Encarei a morte muitas vezes, mas nunca experimentei medo algum. Porque estou me sentindo assustado agora?

O mestre falou: espere. Quando todos tiverem partido, responderei.

Durante todo dia, pessoas chegavam para ver o mestre, e o Samurai estava ficando mais e mais cansado de esperar. Ao anoitecer, quando o quarto estava vazio, perguntou novamente: agora você pode me responder porque eu me sinto inferior?

O mestre o levou para fora. Era uma noite de lua cheia e a lua estava justamente surgindo no horizonte. Ele disse: olhe para essas duas árvores:  a árvore alta e a árvore pequena ao seu lado. Ambas estiveram juntas ao lado da minha janela durante anos e nunca houve problema algum. A árvore menor jamais disse a maior: porque eu me sinto inferior diante de você?

Essa árvore é pequena e aquela grande esse é o fato, e nunca ouvi sussurros sobre isso. O Samurai então perguntou: Isto se dá porque elas não podem se comparar?

E o mestre replicou: então não precisa me perguntar. Você já sabe resposta. Quando você não compara, toda a inferioridade desaparece. Você é o que é e simplesmente existe. Um pequeno arbusto ou uma grande árvore, não importa, você é você mesmo.

Uma folhinha da relva é tão necessária quanto a maior das estrelas. O canto de um pássaro é tão necessário quanto qualquer muda. Simplesmente, olhe a sua volta. Tudo é necessário e tudo se encaixa. Cada um é incomparavelmente único. Você é necessário e basta. Na natureza, tamanho não é diferença. Tudo é expressão igual de vida!

Eu sempre falo: a gente é que complica! Que tal? Vamos procurar descomplicar?

De agora em diante, não se compare. Escolha um modelo de pessoa que teve êxito no que você quer, seja uma pessoa que tem um relacionamento que você admira, seja uma pessoa que conquistou um trabalho que você gostaria de alcançar.

Depois, trace metas de curto, médio e longo prazos para conseguir o que quer. Aí sim, sua autoestima fica saudável e você bem mais leve e feliz!

Grande abraço!

Isabel

__________

Direitos autorais da imagem de capa: zurijeta / 123RF Imagens



Deixe seu comentário