Comportamento

Recorde: Sarah se torna a participante menos votada da história do Big Brother Brasil

Ao enfrentar um paredão triplo, com Nego Di e Fiuk, Sarah virou a jogadora que recebeu menos votos no reality.



A participante Sarah, natural de Brasília (DF), continua causando polêmicas no Big Brother Brasil 2021, ela foi a jogadora menos votada da história do reality. Antes disso, a sister já havia ganhado a fama de espiã, e agora conseguiu abraçar mais um marco no programa. O recorde foi batido no dia 16 de fevereiro, quando enfrentou um paredão triplo, com Nego Di e Fiuk.

No seu segundo paredão, Sarah recebeu apenas 0,37% dos votos do público na ocasião. Outro marco nesse paredão foi o recorde de rejeição de Nego Di, que recebeu 98,76% dos votos em um paredão triplo, com mais de 170 milhões de votos.

Em outras edições, o recorde de menor rejeição pertencia ao BBB20, quando Rafa Kalimann enfrentou um paredão triplo com Babu e Pyong Lee e saiu ilesa, com apenas 0,59% dos votos. Na disputa, o ilusionista foi eliminado com 54% dos votos, sem bater nenhum recorde de rejeição, como nessa última edição.


Na última edição do reality, outros dois participantes também registraram menos de 1% nas votações: Babu teve 0,44%, no paredão que disputou com Petrix, que saiu com 80,72%; e Gizelly Bicalho ficou com 0,64% no paredão em que Guilherme foi eliminado, com 56,07% dos votos.

Apontada pelos telespectadores, segundo reportagem do jornal O Tempo, como uma das favoritas ao título de 2021, Sarah chegou tímida à disputa, uma anônima, que mal conseguiu ser reconhecida.

Essa timidez acabou lhe rendendo o primeiro paredão da edição, do qual conseguiu sair ilesa e, cerca de um mês depois, tomou as rédeas da situação e dominou o jogo, impondo-se, quando necessário.

Filha de mãe negra e pai nordestino, Sarah nasceu em Brasília e chegou ao BBB sem nenhuma indicação, apenas enviando um vídeo, que deu certo apenas na quinta tentativa. A torcida de Sarah tem muito o que comemorar: quando ela se posicionou a favor do ator Lucas Penteado, mostrou que sabe muito bem o que está fazendo ali.


Uma das participantes que mais demonstram saber como jogar, ela já ganhou o apelido de “Maria Fifi” fora da casa por se infiltrar no quarto dos brothers ou enviar participantes para acompanhar as estratégias e armações do outro grupo. Além disso, a brasiliense montou, junto com Gil e Juliette, uma unidade que se opôs ao grupo de Karol Conká, Nego Di e Lumena.

Ao lado de Gil e Juliette, é indicada como uma das favoritas para vencer o jogo.

Comente abaixo o que você acha disso!

Compartilhe com seus amigos nas redes sociais!


“Dividir bens não é comunismo, é cristianismo puro”, diz papa Francisco

Artigo Anterior

Covid-19: prefeituras vacinam esteticistas, professores de Pilates e estudantes de veterinária

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.