publicidade

Saudade ou amor-próprio destruído? o que dói mais?

Muitas vezes nos apaixonamos intensamente por alguém, pelo seu jeito especial de ser, seu sorriso, seu olhar, seu beijo, seu abraço, seu caráter e por suas atitudes… Isso acontece de uma forma inesperada e tão natural!



E por alguns empecilhos, insegurança e medo, essa relação não dá certo ou a paixão não é correspondida.

A saudade aparece, aperta e chega a doer. Sinto muita saudade, só queria dizer baixinho no seu ouvido: “Eu sei que você já sofreu demais, confia em mim, deixa eu fazê-lo(a) ainda mais feliz!” Quem sabe um dia, ainda possa lhe falar isso.

Mas o pior é quando você desconhece a pessoa pela qual se apaixonou, não reconhece mais suas atitudes, seu jeito de ser. Onde está aquele(a) homem)mulher) por qual me apaixonei?

Ninguém tem culpa do seu sofrimento por causa de relacionamentos passados. Pratique o desapego e permita-se!


Ninguém é igual a ninguém, muito menos insubstituível.

Corri atrás, insisti e me humilhei, mas em um determinado momento, isso cansou e cansou muito!

Chega de sofrer por uma pessoa indecisa e que não me merece. Na contramão disso tudo, como ficou meu amor próprio e minha autoestima? Foram diminuindo aos poucos, até ficarem totalmente destruídos.
Sentia-me rejeitada, incapaz, comecei a fazer comparações, a insegurança apareceu. E aí foi a hora de colocar um ponto final nesse sofrimento.


Tinha que ter o mínimo de orgulho para erguer a cabeça e seguir em frente. Amar a si mesmo é fundamental para vivenciar a felicidade.

Sempre é tempo de recuperarmos nossa autoestima e amor-próprio para trilharmos novos caminhos.

Hoje, tenho orgulho de ser a mulher que sou, forte, independente, que corre atrás dos seus sonhos e se valoriza, que não se vende por uma conta bancária, que mantém sua essência em um mundo com total inversão de valores e que, mesmo com inúmeras decepções, ainda acredita no amor.

Um amor que seja bom para mim, vou procurar, eu vou até o fim! Alguém que venha para somar e acrescentar coisas boas à minha vida.

Vivo intensamente, aproveitando cada momento, porém, com os pés no chão, amando a mim mesma, em primeiro lugar. Se nem na esteira corro mais, atrás de alguém muito menos!

As pessoas se apaixona pela forma que são tratadas e se desapaixonam pelo mesmo motivo!

Já engoli tanto meu orgulho, então hoje eu digo: se sentir saudade, engole seu orgulho, você sabe onde me encontrar!

 

___________

Direitos autorais da imagem de capa: vadymvdrobot / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.