Família

“Se a criança não é treinada a esperar, a criar, a ceder e a se frustrar, você está aleijando ela”

Se a criança não é treinada

Uma grande dificuldade dos pais é lidar com os “sims” e “nãos” que tem que oferecer aos filhos ao longo da vida.



Muitas vezes, no desejo de criarem um relacionamento saudável e feliz com as crianças, eles acabam por prejudicar emocionalmente essas crianças, que crescem acreditando que podem tudo e que o mundo deve obedecer às suas vontades.

Na vida real as coisas não funcionam dessa maneira. O mundo nem sempre segue os nossos desejos, e quando não somos criados para lidar com a realidade, acabamos muito prejudicados no momento de vivermos por conta própria.

Atender a todos os desejos das crianças pode parecer uma coisa boa, um ato de amor e preocupação, mas a médio e longo prazo pode ser uma das atitudes que mais causarão arrependimento aos pais e que trarão mais consequências negativas para elas.


O vídeo que trazemos hoje é um convite a refletir sobre esse assunto.

Leo Fraiman é psicoterapeuta, supervisor clínico e diretor da clínica Leo Fraiman de Psicoterapia e Gestão de Carreiras, também é especialista em psicologia educacional e mestre em psicologia educacional e do desenvolvimento humano pela Universidade de São Paulo (USP).

Em uma entrevista ao programa “Todo Seu”, da Tv Gazeta, o psicoterapeuta fala sobre a relação entre pais e filhos e as consequências de uma criança que não se frustra.

Fraiman diz que “a chateação modula a felicidade…”, e que é essencial os pais saberem lidar com os momentos de crise dos filhos, sempre colocando em primeiro lugar o seu bem-estar e felicidade.


Assista ao vídeo da entrevista de Leo Fraiman abaixo:

O que você pensa a respeito desse tema? Concorda com o posicionamento de Leo Fraiman ou tem um outro ponto de vista?

Comente seu ponto de vista abaixo!


Os amores de nossas vidas

Artigo Anterior

Você sabia que dormir pouco e mal encolhe e envenena o cérebro?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.