4min. de leitura

Se nos concentramos na dor, nós a sentiremos com mais intensidade

A dor física e a dor emocional têm em comum a capacidade de atrair a nossa atenção e quando damos a ela atenção demasiada, acabamos por valorizar algo que nos faz perder o foco.

As atribulações diárias, o estresse, a preocupação excessiva com as questões financeiras e os desafios da vida familiar já são mais do que suficientes para ocupar os nossos pensamentos e adicionar um componente extra nesse processo nos levará à exaustão emocional.


O “Sentir” é uma percepção, que, por si, é o resultado ou conclusão daquilo que estamos vivendo e, se somos nós quem sentimos, temos a chance de escolher qual intensidade daremos a isso, e quanto mais nos concentrarmos, mais nos sentiremos angustiados.

Quando você estiver com uma dor, faça-se um favor: sente-se confortavelmente, feche os olhos, concentre-se nessa dor por alguns segundos e repita em seus pensamentos “Eu NÃO quero sentir essa DOR” por 3 vezes. Observe que, nesse momento, quando você deu a ela a atenção que lhe foi exigida, você pôde percebê-la com mais força e clareza. Então, na próxima oportunidade que tiver, quando sentir outra dor, faça o mesmo exercício, mas substitua a frase por “Eu quero me sentir melhor” e perceba que quando você foca no seu “bem-estar” a dor se torna mais leve e distante.

Assim será com as dores físicas e emocionais. Martirizar-se diante de sentimentos não correspondidos, de perdas irreparáveis e questões que não podemos controlar nos colocará num estágio de estagnação do qual teremos dificuldades de sair.


Se você perdeu um parente querido e sente saudades, a revolta e a amargura não vai trazê-lo de volta.

Se você ama alguém e não é correspondido, brigar com o outro não vai tirar o sentimento de você.

Se você não consegue progredir financeiramente e não faz uma nova atividade para tentar mudar esse quadro, entristecer-se e apenas reclamar não vai fazer um pacote de dinheiro aparecer no seu quintal.


Se você quebrar um braço e tiver que se afastar do trabalho por um tempo, apenas reclamar da falta de sorte não vai lhe trazer a recuperação que algumas sessões de fisioterapia trará.

Ame, viva e aceite os desígnios de Deus com sabedoria, tirando de cada situação o aprendizado necessário e seja grato.

Sou portadora de Esclerose Múltipla e todos os dias ao me deitar lembro-me da possibilidade de ter um surto durante o sono e amanhecer cega ou sem os movimentos de alguns membros.

Isso parece terrível, mas acharmos isso terrível e injusto vai me curar? Não, não vai! Então, ao invés de me concentrar na angústia, pela possibilidade disto acontecer naquela noite, encerro o meu dia agradecendo a Deus por não ter acontecido na noite anterior e, aí, a energia da gratidão sempre me proporciona uma excelente noite de sono.

CONCENTRE-SE em como você quer se sentir, ao invés de se concentrar no que você está sentindo e, finalmente, SENTIRÁ a sua vida fluir.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: andreyug / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.