Se nos conectamos com o bem, o Universo sinaliza quando entramos nas vibrações negativas!

Quantas vezes ao dia nos deparamos com pensamentos bobos, distorcidos, ideias que não merecem ir adiante?

Horas até dá para contar, horas a gente se perde no número de tantas bobagens que pensamos, mas com o tempo se soubermos trabalhar nosso interior vamos perceber que isso vai se tornando algo mais escasso nos nossos dias.

Claro que dependendo dos acontecimentos, não há força da mente que resista à nossa indignação com coisas e pessoas, com o descontentamento e com fatos que maquinamos distraidamente, porém que nunca sairão dali de dentro.

A forma como trabalhamos os pensamentos bons, as ações justas, como vemos o lado não tão obscuro de certos eventos, vai nos ajudando a dispensar de uma forma leve o que em nossa mente não é bem vindo.

Com o tempo afastamos os estímulos desnecessários e nos centramos no que nos faz bem.

Se desde o amanhecer nós já orientamos nosso espírito para perceber as más vibrações, os maus pensamentos e nos educamos para afastá-los, com o tempo vamos perceber que, automaticamente, a gente se livra deles muito rápido. Como se um anjo nos soprasse um aviso de que aquilo não nos pertencesse e estamos na energia inversa.

Aos poucos vamos notando que retraímos pessoas que só falam de coisas tristes, negativas e de outras pessoas. Nossos comentários são mais brandos ou, então, silenciamos e/ou desviamos o foco do assunto, quebramos os padrões de pensamento negativo.

O ser humano parece ter uma necessidade de julgamento, um desejo de mexer no passado, em erros, em atitudes que geram medo, ansiedade, angústia e que não levam a nada. A não ser a um sentimento que desencadeia outros sentimentos que, com o passar do tempo não são mais inofensivos. E eles vão moldando nosso caráter. Ainda bem que é possível inverter este padrão.

Se treinarmos isso, quando um pensamento ou palavra chegar de forma distorcida, não há necessidade de se culpar. O importante é acalmar a mente e voltar o foco ao que importa que é estar com a alma sossegada e pronta para não absorver a vibração.

É como se o nosso interior sinalizasse que o que está acontecendo é indesejável. Fazer uma prece, cantar uma canção, ouvir uma música, ou se pudermos nos afastar do ambiente são estratégias para não fortalecer estes pensamentos.

Selecionar as pessoas, os lugares, os assuntos, os pensamentos vai melhorar a qualidade também do que sentimos e de como sentimos. O que é bom tem que ser intenso, emanar boas vibrações, provocar alegria, risos e sorrisos.

E o tempo vai aos poucos nos mostrando que é possível ser uma criatura a menos no mundo que contribui para deixá-lo obscuro, triste, carregado de sentimentos pesados e a vida nos conduz para perto das energias positivas, das almas leves e vamos percebendo que já conseguimos filtrar, canalizar e ficar livres do que não pertence ao nosso eu verdadeiro.

É a prova de que estamos conectados com Deus.

___________

Direitos autorais da imagem de capa: captblack76 / 123RF Imagens



Deixe seu comentário