5min. de leitura

Se tem dúvidas que alguém te ama, vai embora. O amor não deixa dúvidas!

É isso. Pare de esperar por aquela mensagem monossilábica e inconclusiva, que o fez comer mais do que o normal nesta tarde e que mais angustia do que tranquiliza.



Pare de pensar se liga ou não liga, pois você quer falar, mas não quer incomodar.

Pare de ficar cheio de receio e dedos na hora de convidá-la (o) para sair, pois não sabe se vão ou não aceitar.

Pare de perder o sono se preocupando se falou demais ou de menos no jantar.


Pare de tentar aniquilar suas tão belas expectativas.

Se tem dúvida se agrada ou se perturba, se a sua presença é querida ou tolerada, se sua companhia é essencial ou tanto faz…vá embora.

O amor não deixa dúvidas.

O amor não é feito para se pisar em ovos, para segurar o riso, para programar a fala. O amor não é feito para gente fraca. É preciso CORAGEM para amar e deixar-se amar.


O amor tira o sono mesmo, dá mais fome que o normal e gera expectativas, mas, só deixe isso acontecer se for para lhe fazer FELIZ! Se você perdeu a noite ouvindo a música de vocês dois…se está ansioso(a) pensando naquela viagem de fim de semana, só permita tais alterações se o ser amado também está contagiado por estes fenômenos. Em resultado negativo, retire-se.

O amor foi inventado por entusiastas e para entusiastas. Qualquer coisa sem paixão, sem emoção, sem ímpeto, não é amor… é mera alusão. Perda de tempo.

Como é que se está com alguém a quem não se pode beijar muitas vezes, quantas vezes se tenha vontade?! Como é que não se pode ligar para desejar boa noite, porque está tarde? Como é que se fica apaixonado sem fazer alarde?! Eu não sei! Nunca soube. E pretendo nunca descobrir.

Sorrisos de lado sem graça, com olhos que não brilham e mãos tranquilas sem anseios. Corpos que não vibram com mentes que não se desejam, amor não há de ser. É gostar. Mas gostar não basta para quem espera tanto e não tem nada a receber. 

Gostar pega na mão mas não a segura; olha nos olhos, mas não na alma. Beija a boca mas não beija nunca o coração. Gostar troca ideias, mas não cria conexão.

Gostar faz se entregar, mas não para vida. Gostar sai de vez em quando, mas não fica. Gostar não se entrega e não recebe nada de volta.

Gostar é brasa fraca para coração que almeja labareda.

Se tem dúvidas se ama alguém ou se alguém o ama, pega seu rumo. Amor é certeza intrínseca; é chama que água nenhuma apaga; amar é desprender-se de quem se é, para tornar-se extensão de um outro ser. É abrir mão de muita coisa e mesmo assim sentir-se vencedor. Amar é doar-se por inteiro e não sentir saudade de si. É habitar outro corpo e rezar, com todas as forças, para de lá nunca mais sair.

Amar é perder-se sem querer, e se achar o caminho de volta, desistir. 

Amar é montanha-russa sem trava de segurança. É alimento para a esperança; é não importar-se para onde vai, mas saber que se quer ir.

Quem ama quer estar junto! Não importa o assunto (ou a falta dele)! Não importa a hora. Amar é contabilizar os minutos. Mas não economizá-los, jamais. É esquecer-se por completo do tempo.

Se os segundos não fazem falta, vá embora! Vá encontrar alguém que não gaste, apenas, tempo contigo, porque gastar um tempo quando não se tem mais nada para fazer, com algo que não tem tanta importância é fácil; a gente gasta com um vídeo game, com um filme qualquer. Difícil é dividir o tempo, é fazer a mágica de multiplicá-lo, só para estar com quem se ama.

E quem ama, torna-se um pouco mágico.

Se não há magia, vá embora.

Bruna Stamato

___________

Direitos autorais da imagem de capa: grinvalds / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.