Se você acredita que é amor, cuidado!

“Não era amor…era cilada?!” Já escutamos essa frase na música do Grupo Molejo, e ultimamente, na divulgação da segunda temporada da série “You”, da Netflix. Série que retrata uma situação mais comum do que gostaríamos: o hábito de confundir certos tipos de relações conturbadas com amor.

Cuidado, se você acredita que é amor, quando lhe traz mais momentos tristes do que alegres. Quando o outro a faz acreditar que o controle e domínio que ele quer ter sobre você é apenas cuidado, uma forma de demonstrar o sentimento que ele tem por você.

Aceitar abusos emocionais ou físicos, acreditando que foi apenas um fato isolado e que você tem sua parcela de culpa nessa história, está longe de ser amor!

Nem por você, nem pelo parceiro! Isso é autodesvalorização. E acredite: isso vai voltar a acontecer, você não foi a culpada por esse tipo de reação… por mais que doa, você precisa enxergar que esse tipo de atitude é da natureza da pessoa.

Tente não ignorar os fatos que estão ali implícitos, enxergue a realidade como ela é, e não vá contra sua dignidade, contra sua autoestima, contra seu amor-próprio ou até mesmo contra sua integridade física e emocional.

Não se sacrifique em nome desse “amor”, e não tenha receio de sair dessa situação por medo de ficar sozinha ou por acreditar que é isso que você merece. Você SEMPRE merece o melhor.

Entenda que amor soma, não subtrai…

Amor fortalece, não enfraquece. Amor dá alegrias, não tristezas. Amor dá liberdade de ser quem você quiser, não impõe regras de como você deve se comportar.

Amor quer seu bem acima de qualquer coisa, mesmo que isso signifique não ficar mais com você.

Amor é permanência, sem imposição. Amor é parceria, sem cobranças.

Amor é caminhar juntos na mesma direção, não é arrastar o outro para onde ele não deseja estar.

Amor é doação, não uma exigência. Amor não é pedir, é proporcionar.

Quem realmente ama, ama despretensiosamente. Jamais age com egoísmo. Jamais faz qualquer coisa que fira sua alma ou seu corpo.

Não romantize atitudes que boicotam sua felicidade. Liberte-se! Porque o amor é um território sagrado!




Deixe seu comentário