Lei da AtraçãoMensagem de ReflexãoO Segredo

Se você está atraindo só urucubaca para a sua vida, olhe-se no espelho!

Muitas vezes, estamos tão presos em nossas velhas crenças que não somos capazes de ver as mudanças que precisamos fazer. Mesmo quando nos sentimos frustrados com os nossos problemas, é difícil reconhecer que temos que aprender a mudar as coisas. Tudo em nossas vidas reflete onde estamos no processo de evolução e aprendizado, ou seja, podemos usar tudo o que acontece externamente como um espelho para nos ajudar a ver as áreas dentro de nós que precisam de algum retoque.



Se aceitarmos que a vida está sempre tentando nos ensinar exatamente o que precisamos aprender, podemos entender tudo o que nos acontece como um presente, mesmo as experiências mais dolorosas e desconfortáveis.

Um ótimo exemplo disso está em nossos relacionamentos. Todo mundo que atraímos para a nossa vida funciona como um espelho, de diferentes maneiras. Todas as nossas relações – família, filhos, amigos, colegas de trabalho, vizinhos, animais de estimação, parceiros românticos – refletem certas partes de nós. Como nos sentimos com alguém é geralmente uma indicação de como nos sentimos sobre as partes de nós que eles espelham.

Todos nós temos, tivemos ou ainda teremos uma fase na vida onde atraímos certas pessoas que desenvolveram qualidades opostas às nossas (a chamada fase “curva de rio” – quem nunca?). São pessoas que escancaram bem na nossa fuça os nossos “eus” rejeitados, repelidos, ao mesmo tempo em que nós espelhamos os delas. Na verdade, estas acabam sendo as relações mais intensas. Nós queremos amá-las, mas ao mesmo tempo nós as odiamos!


uruca

Temos uma atração muito forte por elas, mas ao mesmo tempo, elas nos deixam irritados e frustrados. Quanto mais fortes os sentimentos, mais importante este reflexo é para nós. Este reflexo é aquela realidade feia e capenga para a qual costumamos fechar os olhos, mas que acaba sendo esfregada em nossa cara para nos mostrar algo que precisamos ver e desenvolver em nós mesmos. Significa, na verdade, uma parte de nós mesmos que precisamos reconhecer e aceitar.

Mas, PERAÊ! Isso não significa que PRECISAMOS nos agarrar a um relacionamento nocivo ou inadequado, ou ainda sair por aí procurando uma curva de rio – acredite, é mais fácil encontrar uma do que você imagina – só para “aprender.” Também não significa que devemos ser como eles. Significa apenas que, enquanto estas pessoas estão em nossas vidas, ou até mesmo em nossos pensamentos e sentimentos, podemos usar esta relação como uma experiência de aprendizagem. É uma chance de reconhecer o nosso nível vibratório e, também, uma oportunidade de sintonizar o nosso rádio na frequência que desejarmos. Sabe quando você tem aquela sensação, ao encontrar algum desconhecido, mesmo sem trocarem uma só palavra, de que “o santo bateu?”

Ou ainda, na mesma situação, você simplesmente não suportar ficar no mesmo ambiente que ele? Pois é! A energia que transmitimos é a mesma que recebemos. É como uma estação de rádio: se não sintonizarmos EXATAMENTE a frequência que queremos ouvir, só teremos chiados e ruídos incompreensíveis.


Todas as qualidades que você vê em seus relacionamentos, quer você as admire ou não, é o seu espelho – ele está mostrando quem você é. Quanto menos você gosta de uma certa característica, mais ela está mostrando uma parte sua que você não está reconhecendo. Ou não quer reconhecer. As qualidades que você mais admira e as que mais detesta nos outros são suas, também.

Todas as pessoas que aparecem em nosso espelho são uma oportunidade para nos mostrar quem realmente somos e no que acreditamos. Se você não gosta do reflexo que está vendo, dê uma olhada bem de perto: quem é esta pessoa refletida no espelho? O que ela quer? O que ela esconde?

Seja a imagem que você quer ver no seu espelho!

________________


Publicação de: Recalculando a Rota

Carta a todos que já perderam um amor:

Artigo Anterior

É preciso coragem para desistir!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.