Se você está desistindo de seus sonhos, leia isso:

Quando você é jovem e sai de casa pela primeira vez, parece que a liberdade o envolveu em seus braços e pulou de um penhasco. É a sensação de voar, sem realmente temer que você vai cair no chão ou na água com um choque repentino, você nem pensa em parar, isso é apenas um sonho distante. Agora, você está voando.

Talvez seja a faculdade. Talvez este seja seu primeiro apartamento. Talvez isso seja outra coisa, mas é a liberdade e você a agarra com as mãos firmemente, assim como uma criança iria agarrar sua mãe, depois de ficar muito tempo longe de casa pela primeira vez. Você sai pela cidade, respira a vida, fumaça, mistério, ruído, perigo, é tudo tão excitante, e você é tão jovem e o mundo é seu para tomar e moldar, você pode ser quem ou o que quiser.



Congele esse momento, bem na sua cabeça. A primeira vez que você realmente se sentiu livre. As expectativas, as ideias, as coisas que você pensava estar destinado a ser. Lembra-se da felicidade pura, não adulterada e não poluída de tudo isso?

Bom. Fico feliz que tenha guardado na memória.

Porque a liberdade completa traz consigo responsabilidade. De repente, você faz as regras. De repente, você está no comando de uma vida que nunca pensou antes que iria dar errado. De repente, o mundo inteiro está se movendo mais rápido do que você quer. De repente, você percebe que você não está pronto. E, tudo gira fora de controle. E você quer que tudo isso pare.


Mas o mundo não para. O tempo não para por ninguém. E, com certeza, não vai parar por você.

Sinto muito por fazê-lo lembrar, mas isso vai ser importante. Porque aquele jovem com um rosto novo ainda está em algum lugar dentro de você, escondido em uma sala do pânico que você fez dentro do seu coração.

O mesmo jovem que tinha todos aqueles sonhos, o tipo de sonhos que pareciam estar tão próximos naquele momento de liberdade, que podia até mesmo saborear o sucesso.

Volte para aquele momento. De volta para quando você sentia como se o mundo fosse seu, e você o tinha nas mãos. O que você diria a si mesmo,  agora que você sabe melhor das coisas? Agora que você é mais velho e sábio?


Você já aprendeu que o mundo não para por ninguém. Você fez a sua paz com suas responsabilidades. Você entendeu como é ter o seu coração partido e, mais importante de tudo, você aprendeu a enfrentar a rejeição.

Em outras palavras, não há melhor momento do que agora para reivindicar a liberdade completa e absoluta em sua vida, assumir o controle do seu futuro, tomar a vida pelas rédeas e perseguir cada um de seus sonhos.

Não deixe que o medo da liberdade assombre todos os seus movimentos, destrua o que você pensou uma vez estar ao seu alcance. Você está cansado agora, mas você não tem que desistir.

Aprenda com os erros de sua juventude e tome cada pedacinho de liberdade que você sentiu naquele momento, naquele segundo para agora, mais velho e sábio, usá-lo como combustível para perseguir cada um dos seus maiores objetivos e sonhos.

O mundo é um lugar muito bonito, mas só será assim se você escolher todos os dias vê-lo dessa maneira. O mundo é um lugar feliz, mas você tem que ter gratidão em seu coração para as pequenas coisas para conseguir vê-lo assim. O mundo é seu para ver negativamente ou positivamente, assim como a liberdade é um estado de espírito.

Todos nós temos uma escolha nesta vida. Você pode optar por abrandar, ficar para trás e desistir de todos os seus sonhos. Ou você pode escolher nunca esquecer como é ser totalmente livre e usar esse sentimento e aquele momento para abastecer cada um de seus sonhos.

Lembre-se da pessoa determinada e jovem que você costumava ser e acredite em si mesmo novamente!

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Thought Catalog

Direitos autorais da imagem de capa: magiceyes / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.