Comportamento

Se você perdoar sempre e não estabelecer limites, as pessoas vão se acostumar a não respeitá-lo

se você ficar sempre perdoando

Perdoar é preciso, mas estabelecer limites não é errado nem exagero, é mostrar que você se coloca em primeiro lugar e não aceita uma relação em que não há respeito.



Falamos muito por aqui sobre a importância do perdão, e de fato ele é um sentimento essencial para vivermos de forma saudável e termos um bom relacionamento com o nosso “eu” interior, mas até mesmo com o perdão precisamos ser rigorosos e sábios porque, em excesso, ele pode acabar por prejudicar nossa vida.

O perdão alivia a dor de nossa alma e nos permite recomeçar com muito mais positividade. Ele é um presente que oferecemos, acima de tudo, a nós mesmos. Ele nos abre caminho para oportunidades e nos deixar bem com nós mesmos.

No entanto, algumas pessoas não sabem fazer uso sábio do perdão, e fazem com que ele passe a ter efeito oposto.


É claro que devemos ser capazes de perdoar as pessoas que, em determinados momentos, nos fazem mal, mas precisamos estabelecer limites saudáveis para que o perdão não acabe se tornando uma ferramenta negativa.

O perdão precisa ser saudável, ele deve deixar a sua alma leve, mas também demonstrar para a outra pessoa que você não está disposto a passar pela mesma situação mais uma vez. Não é simplesmente perdoar e fingir que nada aconteceu, você precisa estabelecer limites que preservem a sua integridade.

Se você apenas perdoa e perdoa, mas não estabelece nenhum tipo de compromisso de mudança com a outra pessoa, ela vai saber que as coisas nunca serão diferentes, que você continuará aceitando tudo o que ela fizer e se acostumará a desrespeitá-lo.

Por mais que desejemos ser pessoas mais leves, que não transformam tudo em problema, precisamos ser capazes de definir regras e limites nos relacionamentos, para o nosso próprio bem.


O perdão é bonito e transformador, mas apenas quando usado de forma certa. Não permita que outras pessoas abusem de sua boa vontade, empatia e gentileza.

Não permita que ninguém o trate mal, mostre sua voz, defenda a si mesmo, porque certamente ninguém mais fará isso por você.

Se existe alguém em sua vida que o está constantemente magoando, é seu dever resolver essa situação. Defenda a si mesmo, sua felicidade, liberdade e bem-estar. Se você seguir perdoando e abaixando a cabeça, nada mudará.

Entenda: estabelecer limites não é errado nem exagero, é mostrar que você se coloca em primeiro lugar e não aceita uma relação em que não há respeito. Essa atitude trará apenas as melhores pessoas para o seu redor, aquelas que realmente desejam estar ao seu lado, trazendo companhia e felicidade para sua vida.


Não deixe que ninguém se acostume a desrespeitá-lo; valorize-se sempre, porque você é importante!

 

 Direitos autorais da imagem de capa: Mario Mesaglio/Unsplash.


Não desperdice seu tempo, seu dinheiro, seu amor

Artigo Anterior

Sua vida é determinada por você ou por outras pessoas?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.