“segue o teu destino, rega as tuas plantas, ama as tuas rosas. O resto é a sombra de árvores alheias.”

7min. de leitura

Um dos poemas de Fernando Pessoa diz: “Segue o teu destino, rega as tuas plantas, ama as tuas rosas.  O resto é a sombra de árvores alheias.”

Muitos amigos e conhecidos costumam me chamar de “bruxo”, por conta das minhas intuições e boca-santa. Embora não o seja, para mim é um elogio – um dos melhores.



Os bruxos acreditam na natureza, é visível, é palpável, é linda. A força que faz a semente germinar, crescer, dar frutos e cair de novo na terra, para germinar e recomeçar o ciclo. A força que faz tudo nascer, crescer e multiplicar. A força que cura, que aquece, que esfria, que umedece, que seca, que clareia, que escurece, que equilibra.

Equilíbrio.  – “Equilíbrio”, para mim deveria ser a palavra usada no lugar de “religar” (religião). Eu não acredito que estou desligado de algo, eu sou (parte de) algo, parte da natureza e do universo. Se eu estivesse desligado, estaria morto, não existiria. Equilibrar, por outro lado, é dosar o egoísmo e o altruísmo em proporções saudáveis, não deixar de olhar para o outro, mas também não deixar de cuidar de mim. Equilibrar é saber quando falar e quando calar. Equilibrar é saber quando ser a serpente do Éden, sagaz, ousada, inteligente, e quando ser Jó, obediente, paciente, tranquilo.

O desequilíbrio destrói a vida. Calor demais queima, destrói, degela e inunda; frio demais congela, paralisa e mata. Muita luz (dia) mata, nada de luz (noite) mata. A Natureza é equilíbrio e ser um bruxo é buscar viver harmonizado com este equilíbrio. Entende porque é um elogio?

Cuidado! Desequilíbrio não necessariamente é sinônimo de caos. Quando olhamos para o nosso sistema solar, vemos planetas de diferentes tamanhos e aspectos com translação em velocidades diferentes, Vênus tem rotação no sentido oposto dos outros; o Sol é um cenário de guerra, com explosões e campo magnético de condições variáveis… É um caos, mas mantém a ordem e, por consequência, a vida (na Terra). Isto quer dizer: não se desespere com o caos da tua vida, procure a ordem que ele tem no sentido amplo, e ela vai estar lá! Se está tudo em ordem, está tudo bem.


A tecnologia é boa, ela permite compartilharmos informações – como esta – com velocidade e alcance incríveis, mas ela nos condicionou a um estado de espírito muito ansioso, apressado e inseguro. Queremos saber o que vem depois da curva, queremos saber o que acontecerá nos próximos dias, semanas e meses. Queremos respostas imediatas e resultados instantâneos. Nos desequilibramos completamente!

Na natureza, o equilíbrio acontece um dia por vez, é aos poucos, devagar mesmo. Eu sempre sugiro às pessoas que comecem a cultivar flores, de preferência a partir de sementes. É muito trabalhoso, é arriscado, e é extremamente gratificante. As sementes não germinam de uma hora para outra, as flores morrem se não tiverem os cuidados. Em geral, é preciso regar um pouquinho todos os dias, não é encharcar de uma vez, não é deixar secar e esturricar, é um cuidado diário.

E-q-u-i-l-í-b-r-i-o. Se estiverem nos lugares errados, morrem. Se não tiverem nutrientes na terra, morrem. Se não combater as pragas, morrem. Às vezes, cães e gatos as destroem, e não adianta agredir ou culpar; apenas o cuidado as recupera.

Nós nascemos na Natureza, passamos milhares de anos dentro dela, éramos parte dela, uma só coisa. Infelizmente, chegamos ao ponto de achar que humanos e Natureza são duas coisas. Queremos artificializar tudo, especialmente para acelerar.


Não é possível artificializar as coisas da Natureza, especialmente aquelas que não podemos tocar. O luto demora mesmo para passar. A Lei da Atração, a paciência, a intuição, o amor, etc., são parte da Natureza, significa que requer tempo, cuidado e regas diárias.

Aquele “não andeis ansiosos por causa alguma” tem um pouco disso: quer conquistar alguém? Não é fazendo testes online ou vendo compatibilidade astral que isto vai acontecer. Não é de uma hora para outra, não adianta apressar, requer tempo e cuidado. Se você plantar hoje, não vai colher amanhã, nem na semana que vem, não importa quanta água e adubo jogue na terra, não importa quantas vezes olhe para o vaso. As coisas vão levar o tempo que for necessário. Ponto.

Meus amigos, às vezes o “vaso” é uma pessoa, um conhecimento, uma habilidade, uma meta… Leva tempo. Seja paciente, cuide, regue.

Outra coisa que nos desequilibra imensamente é o ter. Estamos fissurados e hipnotizados pelo “ter”, queremos ter as coisas e pessoas, queremos dominar… Aaah!

“Eu sou” é infinitamente mais poderoso e verdadeiro do que “eu tenho”. “Ter” passa uma impressão de que podemos comprar as coisas, e nesta vida (Natureza) a gente não compra, a gente conquista. Ninguém compra amor (pode comprar interesse, mas interesse não é amor), conquista. Ninguém tem alguém, as pessoas conquistam alguém, atraem as pessoas por aquilo que se é. Porque eu sou, as pessoas me amam. Porque eu tenho, as pessoas se interessam.

Ter paciência é diferente de ser paciente. E para ser é preciso ser, é preciso fazer, é preciso agir, ir lá, arriscar, cair, levantar, tentar de novo. Ser é intensidade.

Pense um pouco nisso: “Eu Sou o Que Sou”, não “eu tenho o que eu tenho”.

A Lei da Atração é mais complexa do que apenas desejar. Ainda não descobrimos todo o segredo, mas talvez um deles seja o fato de que nós precisamos ser, e estamos querendo ter. Deus é, o Universo é, o Sol é, a Terra é, a Natureza é… Por que nós, humanos, queremos ter? 

Vamos ser! Experimente completar a frase: Eu sou _________. Leve isto para a vida, para o dia a dia, para as metas. Seja!

Será que você tem (uma) vida ou você é a vida?

Olhe bem para a Natureza, ela não tem nada, ela é tudo.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.