AmorPesquisasRelacionamentos

Segundo pesquisa, casais brigam 312 vezes ao ano:

Segundo pesquisa Casais brigam 312 vezes ao ano

Pesquisa mostra que casais passam a maior parte do tempo brigando e na maioria das vezes por motivos banais, chegando a brigar 312 vezes em um ano.



Quando temos um relacionamento com alguém, é preciso estar ciente de todos os prós e contras que uma relação traz. No começo de um relacionamento, tudo são flores, os casais são só amores, uma paixão só. Mas é preciso entender que todos somos diferentes, e é preciso respeitar a diferença de cada um.

Segundo pesquisa, Casais brigam 312 vezes ao ano

A maioria das 312 brigas de casais ao ano acontecem por motivos banais. (Foto: Shutterstock)


No começo de relacionamento, todos se empolgam e só fazem boa propaganda do relacionamento, por ser um momento ainda de conquista. Mas após um tempo, quando a conquista já foi realizada com sucesso, ambos lados passam a discutir por motivos banais e sem motivo nenhum na maioria das vezes.

Entendendo as brigas

Uma pesquisa britânica constatou que casais que vivem juntos chegam a brigar 312 vezes em um ano. O levantamento foi feito com três mil pessoas e mostrou que a maioria das brigas acontecem por motivos banais, brigas causadas na maioria das vezes pela posse do controle remoto até a toalha molhada jogada em cima da cama. Segundo a pesquisa, as brigas acontecem em maior frequência as quintas-feiras, por volta das 20h e duram apenas 10 minutos.

A justificativa dada para tais brigas tolas, é que há toda uma influência externa no relacionamento, ou seja, aquele estresse vivido no trabalho, no trânsito, onde for, normalmente são levados para casa e diante de qualquer coisinha que se julgue errado, a pessoa acaba explodindo e discutindo, “descontando” um estresse que foi gerado longe do ambiente familiar.


Problemas mais comuns

Alguns fatores são os mais comuns para o acontecimento das brigas. Muitos motivos são os mesmos com relação a homem e mulher, irritando ambas as partes, mas certamente algumas coisas irritam mais a um do que ao outro. Problemas do cotidiano que acabamos descontando no parceiro ou na parceira, problemas esses que são despertados com simples ações irritantes do dia a dia que acabam tomando uma proporção bem maior do que realmente se tem.

O que mais irrita os homens?

Pesquisa diz que fatores externos influenciam na maioria das 312 brigas ao ano de casais.


– Deixar coisas espalhadas pela casa, como copo, prato.

– Discutir relação em horas erradas

– Deixar calcinha pendurada na torneira do chuveiro

– Impedir que ele saia com os amigos


– Pedir favores em momentos inadequados

– Deixar cabelo no ralo do chuveiro

– Passar 1 hora no banheiro e ainda deixar o banheiro parecendo uma sauna

– Passar 3 horas para se arrumar antes de sair


– O que mais irrita as mulheres?

– Deixar toalha jogada em cima da cama

– Deixar roupas sujas no canto do banheiro

– Dominar o controle remoto


– Deixar pelos pós-barba na pia e não abaixar a tampa da privada

–  Jogar prato com comida dentro da pia

– Ver que ele não notou diferença no novo corte de cabelo

– Não dar atenção e não opinar com relação ao que ela está contando


– Perguntar se ficou bem naquele vestido e receber somente um “Ta bom”

Salvando o relacionamento

Muitas pessoas passam por essa situação por muito tempo e simplesmente toleram tais fatos, ao invés de ter uma conversa franca e definitiva.

É preciso pensar que o homem é muito mais que deixar a tampa do vaso levantada e que a mulher é muito mais que exigir elogios. Se um casal está junto, não é apenas por estar, significa que algum sentimento ainda existe.


É preciso colocar na balança e medir o que realmente se sente, para poder ter uma conversa franca e prosseguir pensando no bem do relacionamento ou terminar o que está apenas desgastando os dois.

__

Via: sempretops

Cuidado com as palavras… Elas podem machucar!

Artigo Anterior

Joelhos – veja como se curar definitivamente de problemas nos joelhos pela linguagem do corpo/metafísica da saúde:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.