Seja autorresponsável! As escolhas são suas e você tem o poder de dizer sim ou não



Ter responsabilidade pelos seus atos, pelos fatos e acontecimentos de sua vida é algo de suma importância e para poucos no mundo em que vivemos.

O que se vê são dedos apontados aos outros, transferir culpas e responsabilidades a segundas e terceiras pessoas, quando a primeira pessoa é a responsável, para que assim o fardo dos maus resultados não recaia sobre si.

No gesto da mão fechada com o indicador apontado, observe que há um dedo apontado para frente, mas há outros três apontados para si. Olha como o Universo dá sinais o tempo todo!

As expressões são as mais diversas: se não tivesse acontecido isso, eu teria feito aquilo… se não estivesse chovendo, eu teria ido à academia… se meu marido fosse diferente… se meu patrão não fosse assim… se eu tivesse condições, já teria feito…

Então, ouça uma grande verdade: enquanto você não tiver coragem de assumir o que lhe acontece como algo que dependa só de você, e ficar na zona de conforto se escondendo e culpando os outros, as chances da sua vida mudar são nulas.

Cada um faz suas escolhas na vida e ninguém obriga alguém a absolutamente coisa alguma! As escolhas são suas e você tem o poder de dizer sim ou não.

Quando você está casado ou em relacionamento, você escolheu esse par em algum momento certo? Se não deu certo, ambos erraram. Quando aceitou o trabalho que tem, quando escolheu atravessar a rua, quando decidiu se exercitar ou não, em algum momento é você quem decide, aceita, se sujeita e escolhe, então não culpe outros, nem transfira responsabilidades.


Outros exemplos:

  • Eu sou explosiva porque me provocam! (Negativo. Você não tem autocontrole das suas emoções);
  • Eu chego atrasada porque moro longe. (Não. Você se atrasa porque não se programa para sair mais cedo de casa.
  • Não consigo melhorar as vendas da minha empresa porque o país está em crise. (Negativo. O país sempre esteve em crise. Só sobrevive quem se esforça em buscar novas soluções. Quem ousa ser criativo e trabalha em busca de novas estratégias.)

Tome as rédeas ou a condução da sua vida para si. Não procure culpados, encontre soluções! O outro só faz com você o que você permitir. Então, permita-se ser mais corajoso, supere seus medos e siga buscando o que pode fazer para melhorar.




Entenda para sempre: ser o único responsável pelo que lhe acontece, de bom ou ruim, é libertador. Permite-lhe assumir e desenvolver aptidões. Não é tarefa fácil. Assumir o controle de verdade vai lhe trazer: 

  • Autoconhecimento;
  • Desenvolvimento de habilidades;
  • Maior satisfação e capacidade de crescimento;
  • Maior resiliência;
  • Oportunidades de inovar e recomeçar de forma diferente.

Seja o capitão da sua vida. Se por um lado é extremamente assustador reconhecer que seus atos ou omissões o levaram até onde está, por outro lado você é o único que é capaz, através de suas ações, de alcançar seus objetivos e uma vida mais feliz.

Deixe de ser vítima e torne-se autor da sua própria história!



Direitos autorais da imagem de capa: 123rf / antgor90






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.