4min. de leitura

Seja o melhor que você puder ser hoje. Acredite: ainda há tempo para tudo, basta você querer!

O agora clama por você! Perceba: o amanhã é uma incógnita, mas o hoje encontra-se totalmente disponível para o nosso usufruto!

Diariamente, o tempo cronológico se faz presente em nossas vidas, sob diversas formas: no calendário, no relógio de pulso, no visor do celular e do computador, no nascer e pôr do sol, nas fases da lua, nas estações do ano, na passagem dos meses e dos anos, no processo natural de envelhecimento.


Contudo, alguns acontecimentos com duração cronológica de apenas alguns minutos podem parecer muito mais demorados e cansativos. Outros deixam a sensação de ter transcorrido em um piscar de olhos, sendo que cronologicamente foram super extensos. Essa percepção interna da passagem do tempo, singular para cada um de nós, é o nosso tempo psicológico.

É como se o tempo psicológico fosse regido pela qualidade com que se vive uma determinada situação e o tempo cronológico pela mecânica mensurável de sua duração.

O físico alemão Albert Einstein explicou que “a diferença entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente”, visão esta compartilhada pelo escritor conferencista alemão Eckhart Tolle, que redigiu: “O tempo é uma ilusão. A vida é agora. O presente eterno é o espaço dentro do qual toda a sua vida se processa, o fator único que permanece constante”.

Essas ideias ampliam, de maneira sábia, os horizontes de entendimento acerca dos conceitos de passado, presente e futuro, reforçando a importância de se viver plenamente o dia de hoje, pois este é o tempo que existe de fato.


Prender-se ao passado pode desencadear sofrimento, tristeza, culpabilidade, depressão ou arrependimento por coisas e situações que poderiam ter sido feitas de outra maneira, ou que não ocorreram conforme planejamos. Precisamos aceitar as coisas tais quais aconteceram em nossas vidas e perceber que hoje temos a possibilidade de fazer diferente!

Viver no futuro, por sua vez, pode trazer sentimentos de ansiedade, receio do que está por vir, tensão, estresse e preocupação por coisas e situações que queremos que aconteçam em nossas vidas, ou simplesmente pelo medo do desconhecido. Perceba: o amanhã é uma incógnita, mas o hoje encontra-se totalmente disponível para o nosso usufruto!

A tristeza e a felicidade são passageiras, assim como a derrota e a vitória. Precisamos buscar o equilíbrio entre o tempo cronológico e o tempo psicológico para que consigamos passar, de forma saudável, tanto pelas fases de calmaria quanto pelas tempestades.


É importante trabalhar a mente diariamente para que a épica batalha entre o passado e o futuro não se sobreponha ao momento presente.

Procure organizar o seu tempo, para usá-lo de forma inteligente; evite deixar as coisas para fazer depois (procrastinar não resolve, só gera acúmulo de atividades); auto-observe-se (esta é uma chave poderosa para trazê-lo de volta ao momento presente); planeje metas de curto, médio e longo prazos, assim como desenvolva a percepção de que as pequenas conquistas são tão importantes quanto as grandiosas; acredite em si mesmo (qualifique-se, pesquise, seja uma pessoa curiosa e criativa).

Seja o melhor que você puder ser hoje. O agora clama por você! Acredite: ainda há tempo para tudo, basta você querer!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: mimagephotography / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.