Sejam humildes e gratos na boa saúde, nos bons momentos da vida, nos momentos de realizações pessoais

Amados, este artigo é um sinal de alerta para todos nós, porque é preciso refletir o quanto somos humildes e gratos de coração quando tudo está bem em nossas vidas.

Quando há fartura na oferta financeira, quando a boa saúde está estabilizada, quando estamos realizando nossos desejos.

Sim amados, é nestas horas que somos mais observados em nossos atos, nossas atitudes, pensamentos e palavras, nossos reais sentimentos em relação aos nossos irmãos e irmãs de jornada, família, cônjuges, colegas de trabalho, vizinhos…

Por que a grande maioria de nós só consegue ser humilde quando falta a saúde e o sofrimento se faz presente nos corredores dos hospitais?

Porque só quando a escassez de recursos financeiros nos bate à porta é que nos tornamos humildes? Quando nos falta o recurso básico do bem viver? Quando estamos dependentes de outras pessoas?

Ah, aí é que a grande maioria das pessoas se torna humilde, porém basta uma recuperação temporária da saúde, uma breve melhoria nos recursos financeiros e a velha arrogância retorna altiva, um brilho desafiador nos olhos se faz notar e o coração endurecido feito rocha, coberto por uma grossa capa de egoísmo se solidifica.

Amados, não se enganem, pois é nessa hora que a justiça de Deus se faz notar na vida desses espíritos egocêntricos, porque eles têm muita dificuldade em aprender as leis de Deus, por isso vivem em recaídas, eles desconhecem a gratidão, o perdão, a fraternidade, o verdadeiro significado da palavra amor.

Se houvesse ainda que uma pequena faísca de compreensão das leis de Deus nesses corações, eles seriam eternamente gratos com todas as pessoas que com a permissão e bênçãos de Deus os ajudaram nas horas difíceis.

Lembremos, queridos, que para tudo na vida existe um limite. S não aproveitarmos com sabedoria as oportunidades que Deus nos concede, perdemos nossos direitos pelo descaso e desobediência às suas leis, então só teremos direito ao sofrimento gerado por nós mesmos.

Portanto, amados, sejam humildes, sejam gratos, perdoem, compreendam que essas qualidades são as boas sementes que plantamos em nossas vidas, assim como a ingratidão e o egoísmo também são, porém, as sementes do mal, e como nos foi ensinado desde o início dos tempos:

“A semeadura é livre, porém, a colheita obrigatória”. Sejam humildes nas horas boas, sejam felizes semeando a semente do bem, do amor, da humildade, da gratidão, da tolerância e aprendam a guiar suas vidas seguindo as leis de Deus.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / nanobey



Deixe seu comentário