3min. de leitura

Sementes das estrelas – Temos a centelha divina em cada um de nós!

O que é ser semente das estrelas?

É sermos os humanos que somos. Todos nós já fomos de outras origens e agora não importa se nossa alma nasceu nas plêiades, em Sírius ou qualquer outro lugar do Universo.


Neste agora, somos terrenos. Nenhuma semente é em vão. Nada é por acaso.

O que temos de tão especial?

Temos a centelha divina em cada um de nós. Cada um dará seus próprios frutos. Cada um que existe faz a sua parte, pois nada escapa aos planos divinos.

Não existem pessoas especiais, superstars, super gurus, escolhidos. Não existe essa separação dos filhos de Deus. Não há doutrinas ou seitas de espécie alguma que mudem isso.


Nenhum ser de dentro ou de fora da Terra trará salvação para a humanidade, pois salvação de que? De nós mesmos?

Então, reflitam. Cada um de nós é, por si, só parte de Deus e cada um de nós é responsável exclusivamente si mesmo e por seus próprios atos.

Nenhum ser de fora da Terra tem responsabilidades sobre nós.


Cada ser em todo o Universo tem a mesma origem do Criador, portanto, ninguém tem que seguir ninguém ou ficar na esperança de que desça uma grande nave aqui na Terra. Isso é pregação doutrinária.

Ser semente é fazer o bem a cada ser vivo existente ao seu redor. Ser semente é contribuir com boas ações, seja para quem for. Ser semente não é subir num pedestal para ser idolatrado ou impor punições caso você discorde.

Ser semente é ter amor incondicional por todas as criaturas de um único criador. É fazer aquilo que você gostaria que fizessem a você.

Portanto, você é uma semente das estrelas vivendo na Terra e não espere que alguém o classifique ou qualifique entre ser ou não ser. SIMPLESMENTE SEJA!

____________

Direitos autorais da imagem de capa: jankovoy / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.