ColunistasFelicidade

Sempre há tempo – 35 coisas que deveríamos fazer ao longo da vida para sermos felizes

Não passe pela vida, viva intensamente!   



Não deixe que o tempo o atropele, como se você tivesse sido teletransportado para o futuro, e ao olhar para trás você percebesse que há um grande vazio no seu passado, e que o seu presente se transformou num caos sem objetivo.

Não se acomode numa rotina atordoante de excesso de trabalho e falta de dinheiro, associados à falta de emoção e relacionamentos desgastados.

Não permita que a vida seja insossa, monótona, sufocante.


Permita-se aventurar, sorrir, fazer valer a sua vontade.

Permita-se viver paixões, mesmo que platônicas, não importa, pois o que importa mesmo são as tais borboletas no estômago e o palpitar no coração.

O quanto antes você perceber que é você quem controla sua vida, e não o contrário, mais cedo a alegria e abundância tomarão lugar de destaque em sua vida, logo, sua essência será mais feliz!

Aos 35 anos, elegi 35 coisas que deveríamos fazer para sermos felizes AGORA, sem perder tempo! Porém, seja aos 20, aos 30, aos 40 anos, na meia-idade ou na idade inteira, sempre há tempo de…


  • De voltar a estudar.
  • De mudar de profissão e buscar a realização pessoal, profissional e financeira.
  • De pedir perdão.

  • De perdoar.
  • De dizer eu te amo.
  • De declarar uma paixão escondida e sentir aquele frio na barriga e aquela adrenalina boa no coração.
  • De comemorar bem o aniversário.

  • De reunir os amigos que a vida separou.
  • De fazer novos amigos.
  • De mudar sua alimentação.
  • De começar ou retomar uma atividade física.

  • De se organizar e conseguir um tempinho para se cuidar.
  • De tomar um banho de chuva como na infância.
  • De se balançar como uma criança.
  • De voltar a rir até as bochechas ficarem doendo.

  • De andar descalço.
  • De deitar na grama.
  • De escrever um livro, ou pelo menos uma carta que fique para posteridade.
  • De comer brigadeiro na panela.

  • De andar de bicicleta e sentir o vento no rosto.
  • De sentar nas pedras para olhar o mar… ou admirar a natureza.
  • De olhar o céu estrelado.
  • De abraçar uma causa social.

  • De praticar atos de caridade e solidariedade.
  • De se apaixonar.
  • De mudar sua imagem pessoal.
  • De encontrar uma religião, mudar ou, simplesmente, entrar em harmonia com sua essência.
  • De mudar de opinião.
  • De… eu já falei, sentir emoção, frio na barriga e aquela adrenalina boa no coração? (risos)
  • De mudar a vibração.
  • De fazer uma viagem ou um passeio inesquecível.
  • De voltar a ouvir suas músicas preferidas.
  • De ter uma noite de amor incrível, daquelas que você vai lembrar aos 90 anos.
  • De dançar rosto com rosto.
  • De retomar as rédeas da sua vida, fazer novos planos, sonhar novos sonhos… viver intensamente…

Sempre há tempo de ser feliz! E aí, vamos começar?

Vida, essa ‘miga’ louca! sem você não teria graça nenhuma!

Artigo Anterior

Como lidar com críticas injustas…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.