Comportamento

Senhoras rezam com terço na mão durante passeata LGBT!

Foto: Reprodução.
capa Senhoras rezaram com terco nao mao durante passeata LGBT

A cena foi compartilhada nas redes sociais e deu o que falar!

As paradas LGBTs se tornaram um evento, e todos os anos reúnem milhões de pessoas no mundo inteiro, que caminham pelas ruas comemorando o orgulho de fazerem parte desse grupo e também buscando visibilidade e respeito.

Esses eventos atraem artistas e até mesmo pessoas que não fazem parte do grupo LGBT, mas apoiam a causa. No entanto, ainda está longe de ser apoiado por toda a população.

Nos grupos da família, na rua ou nas redes sociais, não é incomum vermos pessoas reclamando dessas manifestações, julgando-as como “exageradas” ou “desnecessárias”. No entanto, na maioria das vezes, esses comentários ficam apenas entre os seus conhecidos.

Uma dupla de senhoras mexicanas tem chamado a atenção nas redes sociais nos últimos dias porque resolveram levar o seu descontentamento com o evento conhecido como parada do orgulho LGBT a público.

A usuária do TikTok @veronicamacias491 compartilhou, no último dia 14, um vídeo em seu perfil na rede social mostrando como duas senhoras reagiram ao ver que a parada estava acontecendo em sua cidade, que é de maioria católica.

No início do vídeo, é possível ver a marcha de jovens da comunidade usando as cores representativas, faixas e bandeiras do movimento. Nessa parte do vídeo, a jovem escreveu: “Fizeram uma passeata na minha cidade católica”, e em seguida aparece outra imagem, de duas mulheres segurando terços e rezando, com uma expressão de decepção ao olhar o público.

Na legenda da publicação, a jovem que postou a gravação escreveu: “Não sejam assim”, como um pedido para que as pessoas não tenham a mesma atitude das duas mulheres religiosas.

O vídeo já conta com mais de 700 mil visualizações, e despertou várias reações dos internautas: “Vê-se claramente que estão rezando pelo bem da marcha”, escreveu uma pessoa, “Não que sejamos demônios”, pontuou uma segunda pessoa, e outra acrescentou: “suas caras de: Jesus lhes perdoe.”

Algumas pessoas pareceram incomodadas com a reação das duas senhoras e as consideraram preconceituosas, mas a maioria dos internautas optou por apenas rir da situação. “Na minha cidade católica ano passado aconteceu a primeira marcha gay, eu esperava algo assim, mas não aconteceu. Ao contrário, as mães acompanhavam seus filhos”, escreveu uma pessoa, e outra disse que, mesmo sendo católica, deu muita risada da cena.

Homem é agredido em parada gay

As senhoras acima não foram as primeiras a pegarem o terço durante uma manifestação LGBT. No ano passado, Gerry McGeough, ex-membro do Exército Republicano Irlandês, mais conhecido como IRA, decidiu protestar durante uma marcha em Cookstown, na Irlanda do Norte.

De acordo com o Belfast Telegraph, ele e um grupo de homens, em protesto contra aqueles que “glorificam o pecado da sodomia”, de acordo com sua crença, oravam. No entanto, sua atitude não passou em branco, pois ele foi atacado por uma mulher de 44 anos participante da marcha. A mulher, que não foi identificada, fez uma pausa como se fosse lhe dizer algo e simplesmente deu um soco no rosto dele.

2 Senhoras rezaram com terco nao mao durante passeata LGBT

Direitos autorais: Reprodução.

Presa imediatamente por agressão, foi libertada um tempo depois, aguardando um relatório do Ministério Público.

Um grupo nacionalista ultracatólico da Irlanda do Norte afirmou que McGeough havia sofrido um ataque cardíaco após o incidente.

McGeough, em entrevista a uma emissora local, disse que não estavam protestando, apenas fazendo um “rosário pacífico em reparação pela ofensa feita a Deus por aqueles que desfilavam pela cidade promovendo e glorificando o pecado da sodomia”.

O ativista anti-LGBTQ e anti-aborto ainda afirmou que continuaria a protestar contra os eventos LGBTQ e a “agenda homossexual”, incluindo outro evento do movimento LGBTQ na cidade de Omagh, no seu país.