4min. de leitura

Sentimentos são apenas visitantes, deixe-os ir e vir

Sentimentos são visitantes que vêm e vão, sem pedir passagem ou licença. É impossível não sentir, é impossível controlar todos os sentimentos, uma hora esses visitantes vão entrar.


Vamos imaginar a seguinte situação. É noite e você está em casa relaxando, assistindo a um bom filme e tomando sorvete, quando toca a campainha.

Você abre a porta e permite que o visitante entre em sua casa. Ao entrar o visitante começa a fazer muita bagunça, o que logicamente o deixa irritado, nervoso. Você responde, xinga, tenta expulsá-lo, mas isso só faz as coisas piorarem, mas ele continua a fazer mais e mais bagunça.

Agora vamos imaginar o contrário: esse mesmo visitante, ao invés de bagunçar a sua casa, traz coisas boas, um presente, notícias boas. Dessa vez você gosta dele, você fica feliz com sua visita, você quer que ele fale mais, você quer que ele fique mais tempo em sua casa.


Pois bem, esses visitantes são seus sentimentos, mas diferente dos visitantes citados nas linhas acima, eles não precisam que você abra a porta, pelo menos não de forma literal, eles não precisam que você permita, eles apenas entram.

Sentimentos são visitantes que vêm e vão, sem pedir passagem ou licença. É impossível não sentir, é impossível controlar todos os sentimentos, uma hora esses visitantes vão entrar.


Você pode trabalhar o seu interior para que não sinta algo ruim ou algo bom em algumas situações, mas você sempre vai sentir algo.

Por mais que trabalhemos nosso autocontrole, é preciso apenas uma pequena fagulha para trazer esses visitantes de volta. Um prêmio no trabalho, uma promoção, conhecer uma pessoa nova e o visitante felicidade está lá, de mãos dados com o visitante esperança nos colocando lá para cima.

Uma discussão, um carro quebrado, uma demissão e lá vem os visitantes tristeza, medo, decepção para derrubar todas as nossas esperanças de novo.

Não importa quantos visitantes recebemos por dia, e sim, receberemos muitos deles. Não importa o quanto eles baguncem a nossa casa, não importa o quanto eles nos tragam felicidade, o que realmente importa é a nossa escolha, aquilo da qual temos total controle, como reagimos a esse visitante?

Trabalhe o seu interior, trabalhe a sua maturidade, tente entender o foco desses sentimentos, tente compreender quando e por que esse visitante entrou e reflita a cada emoção sobre como você irá reagir ao que está sentindo.

No começo é um exercício difícil, complicado e você tem a impressão de estar agindo como um robô, mas com a prática e com um maior conhecimento sobre si mesmo, isso se torna natural e a sua reação a cada novo visitante em sua vida será melhor.

Autorreflexão, Meditação e Mindfulness são práticas que ajudam nesse processo de autoconhecimento.

Trabalhe o seu autoconhecimento, invista um pouco mais em você a cada dia, para se tornar uma pessoa melhor do que era ontem.

Sentimentos são visitantes e a forma como lida com eles fará toda a diferença em sua evolução.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.