Amor

Separado na universidade por causa da cor da pele, casal se reencontra após 42 anos!

5 capa Separados na universidade por causa da cor da pele casal se reencontra apos 42 anos

Por mais de sete anos na universidade, Jeannie e Steve namoraram secretamente, precisando esconder o amor por questões raciais.



O término pode representar, para muitos, um momento de encerrar os ciclos, fechar as portas e buscar, da melhor maneira possível, um recomeço. Mas, para alguns, terminar um caso de amor pode representar mais a vontade dos outros do que de si mesmos, principalmente quando a sociedade condena alguns tipos de união.

O racismo faz parte da fundação do continente americano, que dizimou tanto suas populações nativas quanto negros vindos de inúmeros países africanos. Nos Estados Unidos, durante quase 100 anos, o país vivia sob um regime segregacionista, com leis que permitiam o tratamento violento e punitivo aos negros.

O fim das leis de Jim Crow não encerrou o período de racismo, apenas fez com que os comportamentos preconceituosos se tornassem mais velados. Na década de 1970, o casal Jeannie Gustavson e Steve Watts, que agora têm 68 e 71 anos, respectivamente, precisaram manter um relacionamento clandestino por mais de sete anos.


Pode parecer absurdo, principalmente porque eles se conheceram na universidade, mas como Steve é negro, e Jeannie não, o casamento inter-racial ainda era visto com maus olhos. Há 42 anos, como conta a mulher em uma publicação no GoFundMe, ela e Steve foram forçados a se separar, já que as famílias não estavam de acordo com a união.

5 2 Separados na universidade por causa da cor da pele casal se reencontra apos 42 anos

Direitos autorais: reprodução YouTube/ KGW News

5 3 Separados na universidade por causa da cor da pele casal se reencontra apos 42 anos

Direitos autorais: reprodução YouTube/ KGW News

Ela conta que eles nunca esqueceram, mesmo tendo se passado tantos anos, e hoje lutam para que possam se reunir no Oregon (Estados Unidos) novamente. Eles se conheceram na faculdade de Chicago, ela era caloura e Steve veterano, e começaram a passar cada vez mais tempo juntos, até que perceberam que estavam apaixonados. Jeannie o descreve como um homem bonito, extremamente inteligente, espirituoso e muito charmoso, com um sorriso que a deixava com as pernas bambas.


A família de Jeannie não aprovava o relacionamento, e não acreditava que as uniões inter-raciais deveriam existir, por isso eles precisaram encarar um namoro secreto por mais de sete anos. A conclusão do curso veio, Steve começou a fazer pós-graduação, trabalhar em tempo integral e viver na zona sul de Chicago. Jeannie entrou para a escola de enfermagem, mesmo assim eles lutavam para se ver, mesmo que isso incluísse pequenas viagens.

Mesmo separados por questões de tempo, eles continuaram se falando ao telefone com muita frequência, e tudo parecia ir bem no namoro, como se fosse apenas uma fase que logo iria passar. Mas Jeannie explica que foi quando assumiu um cargo noturno em um hospital local, e sua agenda se tornou completamente oposta à do namorado.

Sentindo-se insegura com relação à profissão e sem conseguir enxergar formas de continuar o namoro de maneira que ele evoluísse para algo mais sério, Jeannie decidiu terminar durante uma noite em que ele ligou enquanto estava no trabalho. Ela revela que aquele era um de seus piores momentos, e hoje percebe o quanto foi covarde, arrependendo-se pelo resto da vida.

5 4 Separados na universidade por causa da cor da pele casal se reencontra apos 42 anos

Direitos autorais: reprodução YouTube/ KGW News


5 5 Separados na universidade por causa da cor da pele casal se reencontra apos 42 anos

Direitos autorais: reprodução YouTube/ KGW News

Mais de 40 anos se passaram e Jeannie ainda tinha vontade de reencontrá-lo, mesmo tendo muitas dúvidas sobre como ele iria encarar a situação. Mas a única coisa que tinha era um computador, e precisou pesquisar a fundo, mesmo assim sem obter sucesso. Foram meses sem nenhum pingo de sorte, e quando decidiu que seria a última vez que o procuraria, foi quando encontrou o endereço de sua sobrinha atualizado.

Animada, Jeannie entrou em contato com ela, e foi quando soube que Steve estava em uma casa de repouso, com dificuldades para andar. Depois de verificar se ele ainda estava no local, ela escreveu uma carta pedindo desculpas, mesmo que um pouco atrasadas, mas ficou semanas esperando alguma resposta, nesse momento se deu conta de que as políticas de privacidade locais a impediriam de obter qualquer informação sobre seu estado de saúde.

Sem conseguir nenhuma resposta ou parecer do local, ela decidiu embarcar em uma viagem até Chicago, e duas semanas antes escreveu um bilhete dizendo que estava indo visitá-lo, mas ele nunca chegou a receber a carta. Assim que chegou ao local, explicou para o diretor de Serviços Sociais que eles eram namorados na faculdade e que não se viam havia 42 anos.


Assim que entrou no quarto de Steve, ele a chamou pelo apelido carinhoso que lhe tinha dado quando namoravam, foi quando Jeannie sentiu que tinham novamente 18 e 21 anos. Eles sorriram, choraram, abraçaram-se e perceberam que eram o amor da vida um do outro.

5 6 Separados na universidade por causa da cor da pele casal se reencontra apos 42 anos

Direitos autorais: reprodução YouTube/ KGW News

Era a primeira visita que ele recebia em 10 anos, e tinha sofrido dois derrames que o deixaram debilitado. Sem os cuidados necessários, Jeannie explica que ele anseia por companheirismo e qualidade de vida, por isso abriu uma vaquinha virtual para levá-lo para o Oregon, onde vão poder morar finalmente juntos.


Lutadora de Muay Thai é importunada e aplica “mata-leão” em homem dentro de ônibus em Belém

Artigo Anterior

Dieta macabra: mulher come as cinzas do marido e diz que isso a está ajudando a emagrecer

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.