2min. de leitura

SER SENSÍVEL É SER CORAJOSO!

Ser sensível é ser corajoso… Resistente… Compadecido. Enquanto ser frágil é ser medroso… Fraco… Egoísta.


Cada dia aprendo mais comigo mesma. Costumo dizer até que sou inquebrantável.

Contrariando, inclusive, as pessoas que me estereotipam como um “vaso de cristal” de tão sensível que sou.

Engraçado…vejo muito “vaso” por aí que não é de cristal e tem uma facilidade extrema de ficar em pedaços sem nem ao menos cair no chão. Basta alguém rejeitar que já se estilhaça e demora a se recompor colando suas partes.


E daí por diante não aceitam mais nenhuma rosa do amor para fazer parte de seu conteúdo.

Qualquer decepção que ocorre em minha vida, atinge meu coração… óbvio! Mas não me desespero e nem choro. E não tem nada a ver com “ser forte” e sim tem a ver com consciência em relação à situação surpresa aos meus sentimentos e do outro que me magoou.


Eu acolho tudo com sabedoria e passo dias, semanas ou meses analisando o revés. Somente quando consigo as respostas… choro!

E neste momento não é aquele choro com interrogações… com raiva ou cheio de dor. É um choro de encontro comigo mesma… de entendimento surreal e humano.

Sabe, cheguei a compreender que ser sensível nos coloca sempre em contato com os nossos próprios sentimentos.

E assim, tornamo-nos com o tempo ótimos mestres das emoções pessoais e alheias.

Entretanto, muitos são frágeis, pois mal enfrentam seus sentimentos e praticamente são analfabetos na arte de controlar suas emoções.

Portanto, ser sensível é ser corajoso, resistente e compadecido. Enquanto ser frágil é ser medroso, fraco e egoísta.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.