publicidade

Será que um dia irei te esquecer?

Essa é uma pergunta que já ouvi demais. Ouvi de amigos, familiares, pessoas estranhas. Quantas vezes, você mesmo, não a fez? A gente sempre se pergunta se é possível um dia esquecer algo que nos marcou, doeu, feriu, entristeceu. Claro que, quando você pensa em esquecer é bem provável que não foi bom, caso contrário, jamais iria desejar tal ato.



Já vi gente próxima a mim pensando que nunca conseguiria esquecer uma traição, uma ferida cavada em seu peito por uma outra pessoa. Já vi homens grandes chorando feito criança, mulheres centradas perderem a linha e desejar a morte a esquecer…

“Será que um dia irei esquecer?”

Talvez você nunca esqueça. É um fato. Mas é possível que aprenderá a viver com essa marca. No início, você pensa que não, que nada faz sentido e que é tudo tão forte que parece impossível a mente deletar. Mas um dia ela deleta. O arquivo fica a tanto tempo guardado no fundo da mente sendo massacrado, substituído por tantos outros novos arquivos que são as experiências, novas pessoas, novas situações, sentimentos e vida, que uma hora, automaticamente, seu subconsciente vai deletar.


O tempo? Varia.

Sei de pessoas que tomam remédio até hoje para superar o mal que lhe causaram. Sei de outras que preferiram não viver e serem esquecidas… Mas também sei de algumas que superaram, que deram a volta por cima e recomeçaram. Se esqueceram? Bom, algumas coisas são difíceis de serem esquecidas, mas elas não desistiram.

Tem hora que eu digo pra mim mesma: “que saco é ter de recomeçar!” É um saco! Mas recomeçar é e sempre será a melhor opção, independente do que lhe tenha acontecido.
Mesmo que a mágoa esteja estalando ainda no peito ou amargando na boca, é importante você mudar o foco e pensar exatamente assim: “remoer esse mal que me fizeram vale a pena?”


Alguns loucos vão achar que sim, mas, ah, sei lá, deixe esses loucos viverem seu passado, estacionar num quadro que não faz mais sentido. Felicidade é podermos pintar novos quadros em nossa vida com as cores que desejarmos, com lembranças ou sem elas.

Às vezes, não ter muita memória pra coisas ruins pode ser uma ótima opção de vida!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.