Sermão aos domingos não salva um coração que semeia maldade a semana inteira

um sermão aos domingos

Os sermões aos domingos são uma tradição para a grande maioria de nós.



Independentemente de nossa religião ou escolha de vida, sempre reservamos um dia na semana para buscar conhecimento e fortalece a nossa fé em um lugar com o qual nos identificamos.

Nesses sermões, geralmente aprendemos sobre valores, lições de vida e comportamento. através de uma perspectiva religiosa, eles nos ensinam a ser pessoas melhores e a fazer a diferença no mundo.

No entanto, para muitas pessoas, é mais importante o fato de estar fisicamente presente nesses sermões do que realmente entender a mensagem que está sendo passada, e fazer um esforço para aplicá-la em sua vida.


Elas não se esforçam para compreender aquilo que estão ouvindo, estão mais interessadas em mostrar para aqueles ao seu redor que são boas pessoas, que buscam conhecimentos relevantes e tradicionais na sociedade.

Talvez seja por isso que não conseguem melhorar nem um pouco sua humanidade, continuam espalhando maldade e egoísmo pelo mundo, mesmo que vivam na igreja todas as semanas.

Acreditam que são as donas da verdade, que conhecem a verdadeira sabedoria divina e que são tão evoluídas na própria fé que têm o direito de apontar o dedo para todo mundo e espalhar palavras de julgamento e maldade por onde passam.

Encontramos pessoas assim em todas as áreas da vida e, muitas vezes, elas estão muito mais perto do que gostaríamos, estão dentro de nossas casas.


É muito complicado lidar com essas pessoas, porque elas parecem não reconhecer o tamanho da hipocrisia presente em cada uma de suas atitudes. Elas vivem de aparência, ostentam valores rasos e pensar estar acima do mal e do bem.

Não têm humildade, maturidade e sabedoria que tanto gostam de demonstrar, e projetam uma personalidade e vida muito diferentes da realidade.

Essas pessoas acham que um dia na semana, dentro de um templo sagrado, é capaz de consertar todas as coisas negativas que fizeram nos outros seis dias, e que anos de maldade podem ser removidos do coração em algumas horas.

Precisam urgentemente mudar a sua maneira de viver e a função da religião/filosofia em sua vida. Nenhum sermão é capaz de salvar as nossas almas, e nem tem essa função por obrigação.


Os templos e as mensagens que nos transmitem são guias, mas todo o trabalho acontece dentro de nós mesmos.

Somos nós que temos de definir o objetivo de sermos boas pessoas e de espalharmos positividade no mundo, não apenas aos domingos, mas a semana inteira. Os sermões são apenas complementos e jamais devem ser usados para esconder nossas maldades.

O que determina o valor de um coração é o que ele é quando ninguém está olhando. Faça a sua parte para que o seu seja honrado em todos os momentos.

Compartilhe esta reflexão com alguém que precisa.


 

 Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: stocksnapper/123RF Imagens.

Meu melhor professor foi aquele que mais me machucou

Artigo Anterior

Não se martirize à toa, mas cuide da sua saúde mental!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.