6min. de leitura

Seu ano não vai ser novo, se você continuar com os velhos pensamentos e atitudes!

Fim de ano é uma época de festas, de encontros familiares, trocas de afetos e de presentes e um período em que as pessoas costumam repensar as suas vidas.

Para muitas pessoas este é um dos únicos momentos de reflexão do ano. Absorvidas pela correria do dia a dia, o trabalho, os estudos as interações sociais, não se permitem um momento de paz, de viagem interna e aprimoramento pessoal.



Quando estamos nesse estado misturamos nossas energias com as energias de outras pessoas, deixamos nos envolver pelo negativismo, ficamos absorvidos pelas notícias trágicas que vemos na mídia, e sem saber porque, nos sentimos carregados, tristes, nervosos, receosos e acabamos tomando atitudes que posteriormente trarão efeitos que não nos serão agradáveis.

Então chega o final de ano e aquela imensa vontade de que, no ano seguinte, seja tudo diferente.

Mas não é. Apesar de muitos sonhos, promessas e expectativas, acabamos vivenciando experiências muito parecidas do que o ano anterior.

Com alguma mudança nos acontecimentos, algumas melhores, outras nem tanto, continuamos a dar as mesmas respostas diante dos fatos.


A verdade é que muitas pessoas esperam que o ano novo venha fazer milagres. Que a chegada de um novo ciclo traga, por si mesmo, tudo o que nós queremos ou que nós precisamos, sem que tenhamos que fazer nenhum esforço.

Ou seja, queremos um ano novo, mas queremos continuar sendo iguais.

Nossas expectativas sempre se concentram do lado de fora. Desejamos que o ano mude, que as pessoas mudem, que as situações mudem, mas nunca lembramos que precisamos mudar também.

Toda mudança externa provém, primeiramente, de uma mudança interna. Enquanto persistimos em ser as mesmas pessoas, com os mesmos pensamentos e atitudes, obteremos os mesmos resultados.


A vida é mágica sim, porém precisamos entender os seus mecanismos. Devemos aprender a ativar as forças que promovem as mudanças que queremos.

É bom vestir uma cor legal na virada de ano, pular sete ondas, fazer os rituais que nos fazem bem. Ligar-se a nossa fé é extremamente positivo nesse momento. Toda ajuda espiritual é sempre bem-vinda. Contudo, o Universo nunca faz por nós aquilo que nós não fazemos para nós.

Pois nossa vida é reflexo dos nossos pensamentos, que repercutem diretamente nas atitudes que temos, nas energias com as quais nos sintonizamos, com as pessoas com as quais nos afinamos.

Se persistimos em padrões mentais antigos, daremos o mesmo molde para a nossa vida. O ano é novo, mas continuamos sendo as mesmas velhas pessoas.

O ano novo nada mais é do que um espaço, uma abertura temporal que nos possibilita viver e realizar os nossos propósitos. Contudo, a ação é nossa. É preciso reavaliar com firmeza aquilo que queremos manter em nossa vida e aquilo que não nos agrada. É preciso meditar sobre os nossos pensamentos, sobre as crenças que alimentamos e a maneira com que olhamos a vida, bem como a fonte de tudo isso.

Identificar esses comportamentos é uma das chaves para que possamos mudá-los.

Que tal então começar o ano ressignificando o seu passado? Abandone as velhas mágoas, perdoe aqueles desafetos, compreenda tudo que viveu como etapas necessárias para a sua aprendizagem.

Comece esse novo ciclo quebrando aquelas velhas obsessões mentais. Porque você se fixa tanto em uma pessoa ou determinada situação ou objetivo que não vai para frente?

Largue, solte, esqueça… concentre sua energia em coisas e objetivos novos. Não fique estagnado naquilo que hoje não se mostra frutífero e que só te traz dor.

Reveja seus conceitos. Uma das melhores coisas da vida é sermos flexíveis e estamos abertos para o aprendizado, para percebermos pontos de vistas diferentes.

Passe a aceitar mais o outro, entendendo que cada um tem a liberdade de ser como é.

Cada pessoa no mundo tem sua própria história e seu próprio ciclo de aprendizagem. Não cabe a nós tentar moldar o outro a nossa visão do que é melhor.

Aceite-se também do jeito que você é. Você merece se dar mais amor. Ame cada parte sua, aceite aquilo que você chama de “defeitos”, tenha paciência com você mesma, goste mais de si, da sua aparência.

Valorize o seu jeito de ser. Você estará consigo pela eternidade. Criar uma boa relação consigo é fundamental. Que tal começar esse ano com essa proposta de se amar mais?

Olhe para a vida com mais otimismo, entendendo que, por trás de cada acontecimento, existe um propósito mais profundo.

Enfim… trabalhe por você, faça uma reforma interna, proponha-se ser uma nova pessoa, com novas atitudes, com pensamentos renovados, com a vontade de enfrentar seus medos e ser mais você.

Não queira só um ano novo. Faça esse ano ser novo, faça-o ser diferente e, acima de tudo, seja você uma pessoa nova e uma versão melhor de si mesma.

Que se abra um ano completamente novo dentro de você. FELIZ 2018!

________________

Direitos autorais da imagem de capa: photominus / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.