publicidade

Seu medo de parecer estúpido está fazendo você parecer estúpido

O que outras pessoas pensam de você não é da sua conta. Segundo uma pesquisa psicológica, a maior necessidade emocional é a segurança.

Afinal, quem não quer ser amado?



No entanto, tentar ser amado e viver em alinhamento com seus objetivos e valores, muitas vezes, gera conflitos, isto é, se você está tentando ser amado por todos.

John Lennon disse uma vez: “Tentar agradar a todos é impossível – se você faz isso, você acabará no meio, com ninguém gostando de você. Você só precisa tomar a decisão sobre o que você acha  ser melhor para você e fazê-lo ”.

Querer aprovação e precisar de aprovação,  são duas coisas muito diferentes.

Um ponto é fato, todos nós queremos aprovação.


Porém, quando precisamos, saímos  desesperadamente atrás; dizemos “sim” para tudo, sem antes refletir claramente; passamos a não ter uma bússola interna; nossos relacionamentos se tornam co-dependentes, unilaterais, superficiais e fadados a desmoronar em algum ponto futuro; nossa necessidade de aprovação faz com que comemos alimentos não saudáveis ​​que não desejamos comer; passamos fazer e trabalhar em projetos que não nos faz sentido; e… ficamos  obcecado e ruminando problemas e arrependimentos, qual poderíamos facilmente removê-los ou resolvê-los.

Joyce Meyer, em seu livro ( O Vício de agradar a todos ) Liberte-se da necessidade de aprovação , explica que a necessidade de aprovação decorre da insegurança, que muitas vezes é o produto de alguma forma de abuso físico, verbal ou emocional.


O vício para aprovação é alimentado por emoções doentias como, culpa , vergonha e raiva, porém, nenhuma dessas emoções é uma base saudável para criar relacionamentos com você ou com as outras pessoas.

Se você quer viver uma vida de propósito, você terá que abandonar a sua necessidade de aprovação. Você precisa estar disposto a seguir o seu interior, para expressar suas opiniões e principalmente para ser honesto consigo mesmo.


Relacionamentos saudáveis ​​envolvem conflito e diferenças

Uma boa questão é: nos seus comportamentos não saudáveis, onde você precisa de aprovação?

Responder a  essa pergunta é muito fácil, pois a resposta está bem diante dos seus olhos, porém,  se você for honesto consigo mesmo. Em vez de enviar um texto ou e-mail, ligue ou encontre-se com essa pessoa. Reúna a coragem de ter uma conversa real e expressar seus sentimentos. Isso é prática meu amigo(a).

Mas também é autocuidado e amor-próprio.  Se você realmente ama e respeita a si mesmo e se expressar honestamente, você  saberá lidar e aprender com as emoções difíceis. Se você não fizer isso, inevitavelmente repetirá o seu mesmo padrão de hoje no seu futuro.

Esteja sempre ciente de que o seu tempo neste planeta é muito breve e, cá pra nós, você não tem que ficar gastando o seu tempo fazendo o que você odeia.  Você não tem que viver com medo do que os outros pensam.

Relacionamentos podem ser tão profundos, genuínos e reais. Conflito, ao que parece, é um dos caminhos mais seguros para a intimidade. Quando duas pessoas se sentem seguras e confortáveis ​​em um relacionamento, elas estão dispostas a ter conversas honestas e, às vezes, até as mais difíceis. Elas estão dispostas a discordar.


A sua “segurança” deve ser interna

“Uma mentalidade de abundância vem da segurança interna, não de comparações, opiniões, posses ou associações.”  – Stephen R. Covey

Segurança é a maior necessidade humana.

No entanto, a segurança deve ser interna. Mesmo quando as coisas estão desmoronando, por esse motivo você precisa  estar disposto a confiar em si mesmo.

Claro que você precisa de bons amigos para ajudar e apoiar você, mas até que a sua segurança seja interna, você nunca poderá ser totalmente honesto em seus relacionamentos.

Eu digo isso porque você será jogado de uma lado para o outro com toda situação externa ao seu redor.

Você realmente não pode dar algo genuíno se estiver precisando desesperadamente da aprovação dos outros, porque tudo que você  dá é realmente para ganhar algo, e este algo está vinculado a sua aprovação.

Por isso, Stephen Covey ,  autor do livro os 7 hábitos de pessoas eficazes,  explica que a abundância vem de ser uma pessoa segura internamente, pois só assim você atrairá as oportunidades e relacionamentos que ressoam com a pessoa que você pretende se tornar.


O medo de parecer estúpido

“Seu medo de parecer estúpido está fazendo você parecer estúpido.” – Lembre-se disso.

Infelizmente muito de nós  passamos a evitar e pedir conselhos porque não queremos parecer incompetentes. ( EGO )

No entanto,  algumas pesquisas realizadas em Harvard, descobriram que, quando você pede ajuda, orientações ou conselhos, isso realmente faz com que outras pessoas acreditem que você é mais competente do que elas.


A memória é muito curta

A memória de curto prazo tem uma capacidade bastante limitada, ela pode armazenar cerca de sete itens por no máximo 20 ou 30 segundos por vez.

As pessoas têm memórias muito curtas. Quase todas as experiências que você possui, tenha certeza que  você irá esquecer permanentemente dentro de 30 segundos, como agora , você nunca vai se lembrar disso.

Pense em todas as coisas que você fez hoje. A maioria nunca se lembrará.

Quando você pede conselhos a alguém, eles rapidamente esquecem disso.

Quando você é rejeitado por alguém, eles rapidamente esquece, Como você estava.

Quando você rejeita uma oportunidade, ambos provavelmente esquecerão dela.

O ponto é:

Buscar a aprovação errada, é extremamente caro.

E evitar a aprovação errada é muito barato.

Digo isso porque se você fizer isso gentilmente, o relacionamento será fortalecido e ambas as partes rapidamente esquecerão de qualquer maneira.


Busca das famosas “estrelas douradas”, porém erradas

“Quem está lhe dando Estrelas de Ouro, “estúpidas” na vida? E o que elas estão lhe custando? ”- Craig Ballantyne

A aprovação necessária coloca você em uma posição de buscar as “estrelas douradas” erradas na vida.

Você pode estar se perguntando: Marcelo é bom ter a aprovação de alguém? Sim, Claro.

Mas também é terrível obter a aprovação das pessoas erradas,  simplesmente porque você está em conflito internamente. Nesses casos, você se magoa com pessoa da qual está buscando aprovação. A questão é…  quão confuso é isso?

Em vez de procurar estrelas douradas “estúpidas” de aprovação, o autor e Coach Craig Ballantyne recomenda perguntar a si mesmo: De quem devo procurar aprovação? Quem são as pessoas que eu realmente quero servir? Quem são as pessoas com quem eu realmente quero trabalhar?

O que eu quero que você entenda é que você não pode agradar a todos.

Se um escritor tenta agradar a todos, ele nunca terá audiência. Se uma pessoa tenta agradar a todos, ela não terá nenhum relacionamento genuíno. Todos os relacionamentos serão transações.

Por outro lado, relacionamentos “transformacionais”  só podem acontecer quando todas as partes são “doadoras”.


A quantidade é o caminho para a qualidade

“É melhor ser abundante do que perfeito.”  Se você quer ficar bom em alguma coisa, você não precisa  ter aprovação de outras pessoas. As pessoas que realmente  importam o amarãode qualquer maneira.

e por último…


Você vai precisar falhar  e errar muito.

No livro Originais,  de Adam Grant , ele explica que “originais” (ou seja, pessoas que criam trabalhos inovadores) não são confiáveis. Em outras palavras, nem tudo que elas produzem é extraordinário.

Por exemplo, entre as 50 maiores músicas já criadas, seis pertencem a Mozart, cinco são de Beethoven e três de Bach. Mas, para criá-las, Mozart escreveu mais de 600 canções, Beethoven 650 e Bach mais de 1.000.

Da mesma forma, Picasso criou milhares de peças de arte e poucas são consideradas suas “grandes obras”. Albert Einstein publicou 248 artigos científicos, apenas alguns deles o que o colocou no mapa para sua teoria da relatividade.

Se Mozart se preocupasse com a aprovação de outros para cada peça que ele escreveu, ele não teria escrito tantas. Seu perfeccionismo teria criado procrastinação.

O perfeccionismo não é sobre você. É sobre uma aprovação prejudicial . É sobre o medo do fracasso e  de parecer incompetente. É o oposto da coragem. É o oposto do domínio.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: pressmaster / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.