Seu propósito de vida é mais simples do que você pensa

Hoje em dia, ouve-se falar muito sobre a busca por propósito, a missão de vida, o que faz o olho brilhar. As pessoas estão despertando para uma nova época em que dinheiro não é mais suficiente para comprar sonhos.

As pessoas estão compreendendo o valor do tempo, sobretudo o valor da presença; a humanidade está mais consciente e tentando fazer um movimento contrário ao que foi feito, até então: ao invés de ir atrás de grandes realizações, as pessoas estão confiando na intuição e indo à frente para serem a própria realização: a realização de si mesmos.

Não é fácil sair da zona de conforto, desafiar padrões que até há pouco tempo pareciam fazer sentido. Mas, de repente, algo parece destoar e você começa a notar que as emoções estão confusas. E elas o empurram para uma zona de confronto, e você não tem outra opção senão lutar a luta, jogar o jogo.

Você se sente incompleto, como se faltasse algo no seu sorriso: é um sorriso com uma felicidade pela metade, sem muita convicção, porque falta a certeza de ser você em toda sua potência.

O motivo, lá vai: a pessoa mais importante da sua vida, aquela com quem você convive há tantos anos, que não se importa de vê-lo desarrumado, que o suporta mesmo mal-humorado, essa pessoa você mal conhece.

Você a vê todo dia no espelho, mas é um desconhecido: você não conhece seus sonhos, e ele esconde bem todos os seus medos; você não sabe quais são seus talentos, então você foge do assunto e finge que tudo está resolvido.

Mas não está. Então você fica tentando acertar, ponderando qual a resposta certa, qual a escolha mais acertada, como se fosse um teste de certo e errado, e ainda com “pegadinhas” para confundi-lo.

Você hesita, o medo de errar o paralisa; mas pior do que escolher errado é não escolher, pois isso é esnobar o livre-arbítrio. Pense: o simples fato de poder escolher já é maravilhoso!

E, de verdade, a sua escolha você já sabe qual é, você nasceu sabendo, embora tenha se esquecido temporariamente. Mas a vida sempre dá um jeito de falar com cada um de nós e nos lembrar. Para cada pessoa ela tem uma abordagem, um tom de voz, um jeitinho, e se não vai pelo amor, vai pela dor. As duas maneiras são igualmente difíceis, porque toda mudança é um desafio.

Toda mudança implica deixar algo, abrir mão, assim as mãos ficam livres para receber outra coisa. Enquanto seu coração estiver cheio de sonhos, suas mãos nunca ficarão vazias.

O ponto é que há que se desmistificar a ideia de que o propósito de vida é um segredo trancado a sete chaves em um lugar tão profundo que você precisa passar uma vida inteira se aventurando nessa descoberta.

É bem mais simples do que isso. Você encontra seu propósito de vida quando para de se perguntar “o que vou ganhar com isso” e passa a enxergar “o que você pode dar ao mundo”.

Quando você assume que você se basta: seu propósito de vida é ser quem você é, simples assim, sem floreios ou receios. Não é tão complicado… você só precisa simplificar-se!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: wavebreakmediamicro / 123RF Imagens



Deixe seu comentário