Sim ou não?

Tenho medo de ir, mas muito mais medo de ficar…!



Vou ou não vou? Caso ou não caso? Digo ou não digo? Despeço-me desde trabalho ou não me despeço? Compro esta casa ou não compro? Emigro para outro pais, ou não emigro? Divorcio-me ou não me divorcio?

Para todas as decisões aplicam-se as mesmas regras.

Quando se trata de tomar decisões difíceis, o medo é o nosso pior inimigo, ele atrapalha todos os nossos planos! 


As pessoas costumam dizer, mais vale um pássaro na mão, que dois, a voar!

Mas se aquilo que vivemos, não nos satisfaz, de nada vale “ter o pássaro na mão”

sim ou não2


Na nossa vida temos sempre 2 caminhos a seguir,  ser vitima ou protagonista. Se formos vitimas a decisão será sempre dos outros, mas, se formos os protagonistas a escolha vai ser apenas nossa.

Quando é preciso tomar uma decisão difícil, o primeiro a fazer é,  escrever uma lista, uma lista das coisas positivas e das negativas da sua decisão. Com esta lista vai conhecer melhor aquilo que sente e o que realmente quer.

Depois de fazer a lista terá de somar o resultado!

Imaginamos que há 10 coisas positivas e 5 negativas, isto vai ajuda-lo a perceber se é uma boa decisão. Mas se tiver 10 negativas e 5 positivas…já sabe que não é uma boa decisão.

Quem vai fazer esta lista? A pessoa ou pessoas envolvidas na decisão… Pais, primos, amigos não participam nesta tarefa!

Vamos ver um exemplo:

Se alguém decide emigrar , precisa saber se está disposto a viver todas as mudanças que isto acarreta , um novo idioma, um clima diferente, pessoas e culturas desconhecidas, um trabalho que nunca fez… ou pelo menos com diferentes normas…

Ir morar em outro pais significa viver como vivem as pessoas de lá, está disposto a isso?

Se chegar à conclusão que está disposto a passar por tudo isso e a adaptarse a todas estas mudanças então vem a segunda parte…

Fale com pessoas que moram lá, pessoas que já tomaram esta mesma decisão, tente perceber como vivem e como é realmente a vida lá. Não basta com aquilo que vemos nos filmes!!

Não oiça os invejosos que a única coisa que tem para lhe dizer é “Vai correr mal! Esses são aqueles que nunca tomam decisões por isso não são um bom exemplo.

Em todas as decisões que tomarmos há sempre consequências boas e más, é preciso aceita-las.

Quando alguém decide emigrar ou deixar um trabalho ou outra decisão que signifique começar uma nova vida convém ter meios financeiros para sobreviver nos primeiros 6 meses, isto vai minimizar o risco para não entrar em pânico caso alguma coisa não correr como esperava.

sim ou não

Se a decisão é mudar de pais, estude a historia, a cultura, os hábitos e até mesmo o idioma, prepare-se antes de ir, para que a adaptação seja mais fácil.

Decida sempre com o coração, o que sente quando pensa nesta nova vida? Sente alegria e paz? Então, vá enfrente! Não tenha medo! Tudo na vida tem os seus riscos, mas como já sabemos, tudo é possível! Depende apenas de nós mesmos!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.