8min. de leitura

Sim, você incomoda por ser quem é, e você nunca corresponderá às expectativas do outro

Você incomoda. Você incomoda e muito a paz dos conformistas, dos alienados, você que é tão sincero, espontâneo e sonhador. 

Você incomoda. Você incomoda e muito a paz dos conformistas, dos alienados, você que é tão sincero, espontâneo e sonhador.


Você incomoda se trabalha demais, porque logo pensam que você está tentando descontar no excesso de trabalho as suas frustrações, mas se trabalha pouco também incomoda, porque é um absurdo você ter tanto tempo livre.

Se não trabalha, então, é um pecador, sem perdão, preguiçoso, mentiroso e outros adjetivos que, na verdade, não lhe pertencem, porque só você sabe de todas as tentativas  constantes de buscar trabalho e não encontrar. Só você. Os julgadores da vida alheia desconhecem e preferem não saber.

Se você ousa desafiar as normas impostas pela sociedade para se encaixar no padrão de uma pessoa bem-sucedida, é visto com maus olhos, com olhos de censura, você estará sujeito à tortura, tortura infinita por gente que, ao invés de dialogar, grita, gente louca que necessita achar que detém poder sobre sua existência.


Se você vive sozinho e quase não sai é um ser antissocial, se sai muito para se divertir é um abusado que esfrega a felicidade dos momentos na cara dos que já estão mortos de emoções em plena vida, é um desregrado, confuso, precisa ser mais obtuso, mais sério.

Você incomoda quando não se corrompe, não se vende, aí é considerado um sonhador incapaz de realizar seus projetos.

As pessoas costumam dizer de você: “Uma pena, tão inteligente, com saúde, bonito, mas resolveu viver correndo atrás dos seus sonhos.

Você ousou, percebe? Como teve tanta audácia? Se você não conseguir o tal dinheiro no banco, o  carro e a casa na praia, você cometeu um crime ainda pior e ai de você se precisar pedir ajuda aos que antes tanto lhe aconselharam. Nesse caso, você se torna  excessivamente incômodo. Não peça, ninguém quer saber da sua dor ou necessidades que você mesmo buscou, as pessoas não gostam de serem solicitadas porque limitação financeira incomoda, é tratada como doença contagiosa, mesmo que seja temporária. Você vai ser colocado em quarentena e sob observação, cuidado então, não se exponha, tranque-se em casa com seus sonhos, alegrias e emoções.


Se você não estudou o suficiente para os dias atuais, com todos os mestrados e doutorados, duas ou três faculdades concluídas ou coisas tais, você não é um sujeito esforçado e empenhado em progredir, mas se fez tudo isso, precisa fazer além… idiomas também, porque o mercado está sempre mais competitivo.

Isso é aflitivo. Você nunca vai corresponder às expectativas do outro, de todos ou muitos, você nem consegue corresponder às suas próprias expectativas, porque nossa vida não é um roteiro sem chances de ser modificado, rasurado ou reescrito.

Você incomoda quando tem amigos de todos os tipos, idades, todos os gêneros, de todas as cores. Você provoca dores nos preconceituosos de plantão. Você choca os outros com seus amores, principalmente depois de determinada idade, determinada claro, pelos invejosos da sua imensa capacidade de amar e de sua espantosa animação.

Você é ousado, porque escancara para o mundo sua humilde, mas, grande lição, o importante é amar, o resto é convenção.

Se você é sério e calado, não lhe consideram tímido ou reservado, e sim, falso ou desconfiado. Se é falante, muito simpático e comunicativo, você tem problemas, é hiperativo, precisa chamar a atenção, quer holofotes, embora a alma de quem julgue esteja sempre na mais completa escuridão.

Isso não tem graça não. É difícil passar pela vida sendo cobrado, mal interpretado, excluído. Se você se sente feliz com as mínimas coisas mesmo em situações difíceis e vive rindo, você é um ser de outro planeta, um alienado, alguém que nesse mundo anda perdido e sem chances de recuperação, você não é bem-vindo e incomoda além da conta.

Aprenda que os outros são apenas os outros e mesmo que pareça sofrido e doído todo esse processo de entendimento e observação, quem mais ganha é você, vendo atitudes que você não deve ter, sentimentos que não merece absorver, frieza e total distanciamento do próximo que você nunca possuiu, desprezo como nunca experimentou, deboche que nem cogitou.

Não imite jamais esses tipos de comportamento, seja forte e continue com sua autenticidade porque  assim as tempestades passam e a serenidade permanece sempre com você.

Sossegue, porque nem todos são iguais. Tem aqueles que o ajudam, mas depois se afastam porque, intimamente, dão um prazo para que sua vida flua e se isso não acontece se mostram indiferentes, porque julgam que sua energia deve estar negativa e pode contaminar sua vida perfeita (só que nunca), engomada e passada a ferro, para que pareça limpa e linda todos os dias, esquecendo-se da sujeira sempre  escondida no colarinho.

Cuidado também com os punhos,  meu amigo/a socialmente bem aceitável, os punhos também espancam, principalmente se forem de maridos ou homens raivosos, que cometem crimes silenciosos (todos os dias), com direito à tortura psicológica e agressão física ou verbal, mas para quem está acomodado, talvez não faça mal. Será? Eu duvido muito.

Você é incômodo quando cuida da aparência porque aí é vaidoso em excesso, mas se você engorda uns quilinhos ou deixa de ir ao salão de beleza toda semana, vira um desleixado.

Se você fala o que pensa é grosseiro, se não fala é mal humorado.

É muito difícil contentar a todos, é quase impossível apaziguar a multidão dos que nada esperam, porque estão acostumados aos mandos e desmandos de seus parceiros, chefes ou familiares e  passaram ou passam pela vida assim, projetando no outro seus próprios problemas de aceitação, seus dilemas, suas sombras, escuridão.

Almas pequenas, mesquinhas, que ainda precisam trilhar um longo caminho, até que parem de destilar sua maldade ou indiferença, que contribui para a total descrença no aprimoramento do ser humano. Insano!

O que nos salva, orienta e acalenta é saber que felizmente existem inúmeras pessoas completamente diferentes das acima mencionadas.

São as que apoiam, acolhem, dão força, estimulam, sentem empatia, simpatia e têm brilho no olhar, um jeito manso de dialogar e nos fazem acreditar que vale a pena planejar, sonhar e ter a certeza de que tudo é possível quando o amor é nosso guia, nosso escudo e nossa missão sublime nesse mundo.


Direitos autorais da imagem de capa: wall.alphacoders / 655663 – Por





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.