3min. de leitura

Síndrome de Burnout: o que é?

Infelizmente, devido à rotina agitada, pressões diárias e responsabilidades cada vez mais complicadas, fica difícil manter o controle e é nesse momento em que as pessoas chegam ao ápice do estresse, desenvolvendo, assim, a síndrome de Burnout.


Esta síndrome caracteriza-se por um esgotamento físico e mental decorrente do ritmo de trabalho exacerbado, isto é, é um estado de tensão emocional constante e intenso causado por condições de trabalho desgastantes.

Os sintomas fisiológicos são: pressão alta, dores musculares, enxaquecas, suor excessivo, taquicardia, insônia, além de dificuldades respiratórias e gastrointestinais.

Os sintomas psicológicos são: agressividade, isolamento, mudanças repentinas de humor, falha na memória, desconfiança, baixa autoestima, irritabilidade, entre outros.



COMO IDENTIFICAR?

Há um ciclo que evolui no decorrer do tempo e da rotina exaustiva do trabalho. Fique atento aos sinais:

  1. Necessidade de se afirmar
  2. Dedicação no trabalho intensificada
  3. Descasos com necessidades pessoais (comer, dormir, sair)
  4. Não enfrentamento do problema
  5. Desvalorização de seus desejos
  6. Negação do outro (em detrimento do trabalho)
  7. Isolamento
  8. Mudanças repentinas de comportamento e humor
  9. Despersonalização (foco apenas no trabalho)
  10. Vazio interior
  11. Depressão (desesperança)
  12. ESGOTAMENTO: COLAPSO FÍSICO E MENTAL.

COMO REVERTER ESSE QUADRO?

Não foque somente em seu trabalho, tenha momentos de lazer (com amigos, família, pets, sozinho).

Pense se realmente vale a pena o esforço, identifique e perceba os sinais (sim, o corpo fala!).


Cuide-se: Tente manter uma alimentação e hábitos de vida mais saudáveis, isso contribui com o equilíbrio de corpo. Se possível realize exercícios físicos.

Lembre-se: Se a situação for de difícil controle, busque a ajuda de um profissional para identificar em qual fase você está e trabalhar as questões visando seu bem-estar.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: racorn / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.