ColunistasEspiritualidade

Só adquirimos a paz mental quando aceitamos a vida como ela é

a paz mental

Só adquirimos a paz mental quando aceitamos a vida como ela é, quando nos aderimos a ela e seguimos seu curso.



A maioria de nós não consegue encontrar a paz mental porque vive no ideal, numa realidade que não existe, uma vez que idealizamos um amor, uma vida profissional, os filhos, os pais, o país e assim por diante, mas a realidade a todo o momento se mostra bem diferente daquilo que sonhávamos, que idealizávamos.

Quando digo que devemos ter aceitação para alcançarmos a paz mental, não quero dizer para que nos tornemos seres apáticos, esperando que um milagre divino mude tudo que nos deixa descontentes, precisamos, sim, ir em busca da nossa felicidade, mas com sabedoria.

Todos nós passamos por momentos difíceis, sejam eles quais forem e o primeiro passo para que enfrentemos estes obstáculos sem perder a paz de espírito é aceitar o que a vida está nos dando e não nos deprimirmos com isso, não gastarmos nossa energia com reclamações vãs.


Devemos, antes de mais nada, encarar a situação com os pés no chão e aproveitar o momento para aprendermos as lições que a vida nos dá.

Trace metas, mas viva o hoje e o agora, faça sempre o seu melhor que a vida o recompensará também com o melhor, pois ao darmos o nosso melhor à vida, aos nossos semelhantes, a nós mesmos, a resposta nunca poderá ser outra porque colhemos o que plantamos.

Os problemas vêm ao nosso encontro para aprendermos algo, mas assim como eles vêm eles também vão, pois a vida está em constante movimento e transformação.

Uma situação só perdura se nos negarmos a escutar o seu ensinamento e o que mais fazemos é ficar cegos e surdos quando estamos com problemas.


Gastamos toda a nossa energia em reclamações, frustrações e mágoas, ficamos estagnados na situação, impotentes e não fazemos nada para que as coisas mudem.

Toda vez que ficamos focados no pessimismo, reproduzimos mentalmente e às vezes até verbalmente a nossa insatisfação perante os acontecimentos da vida, como um disco furado que toca apenas algumas faixas: a de como gostaríamos que a vida fosse e a de como a vida é, e nunca ouvimos a faixa que fala sobre como aproveitar o momento. Perdemos a melhor oportunidade da vida que é a de evoluir, de crescer e ser mais plenos e felizes.

Quando ficamos só na reclamação, gastamos toda nossa energia e poder de mudar o nosso presente, saímos da realidade e não conseguimos enxergar a luz que brilha no fim do túnel para todos. Perdemos a capacidade de raciocinar e consequentemente não mais agimos.

Gastamos tanta energia focalizando o que não temos, repetindo a todo o momento a nossa infelicidade diante dos acontecimentos, que nos esgotamos, tanto mentalmente quanto fisicamente, tornando-nos impotentes.


Na verdade, o que devemos fazer é viver o agora, sentir este agora e mudar nossas atitudes quando estas são ineficazes, pois a vida nunca está errada, mas sim nossa atitude perante a vida é que está inadequada.

Sintamos o agora, vivamos o real, ajamos para mudar as coisas dentro de nossas possibilidades e entreguemos a Deus as coisas que independem de nós, pois só assim poderemos construir um futuro melhor.

Foquemos no que é bom e trabalhemos para melhorar o que não nos faz bem, sempre na Paz e confiantes na vida que sempre nos traz o que precisamos.

Lembre-se: viva o aqui e o agora e não gaste suas energias com reclamação. Observe e agradeça tudo o que você já tem de bom e foque sua energia para melhorar o que não está como você gostaria, não vivendo um ideal, mas sempre o real.


Se você gosta de alguém que não gosta de você, então não fique reclamando. Dê o seu amor a quem gosta de você. Se não gosta de que você faz, então procure novas oportunidades de trabalho, volte a estudar, faça alguma coisa para que esta situação mude. Se você tem filhos com problemas, ajude-os, se for possível, do contrário, deixe que a vida os encaminhará e deixe que colham sua semeadura, pois você só é responsável pela sua vida e a de mais ninguém. Se está doente, procure ajuda médica, mude sua alimentação, mude seu modo de pensar, ouça o que a vida está lhe ensinando, não perca tempo tentando fugir de suas lições, porque isto só prorrogará o seu sofrimento e o enfraquecerá.

Cresça e se fortaleça perante os obstáculos, sejam eles quais forem. Mantenha a sua paz mental e não lute contra a correnteza, use-se a seu favor.

Aprenda apenas a desviar das pedras do caminho. A vida nunca está contra nós, mas sempre a nosso favor. Aprenda com a vida e nunca perca a fé e a sua paz. Tudo na vida é passageiro.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / antoniodiaz


“o seu tempo é limitado, então não o desperdice vivendo a vida de outra pessoa”

Artigo Anterior

Como pode no planeta haver tantos invejados e tão poucos invejosos? esta conta não fecha

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.