3min. de leitura

Só Deus sabe de todas minhas vivências e necessidades…

Eu sempre volto… Volto através dos ponteiros de Deus e das coisas que ainda preciso conhecer, amar, reviver.

Volto para as coisas que deixei me esperando e sinto saudade, volto para aquele desejo que inspira e me faz bem.



Eu sempre voltod.

Mesmo depois de um tempo de mudanças, mesmo depois de ter mexido na caixa, de ter aprendido a valorizar a vida como deve ser.

Mesmo depois de ter me revirado em noites de insônia ou ter exagerado na dose extra de sentimentos.


Eu sofro, sou um ser emocional.

Sou um ser que ainda não conseguiu blindar a alma quando o assunto é se conectar com laços que emocionam.

Sou larga, sou ampla, sou espaçosa quando o assunto é amor.


Eu faço valer a minha história. Faço valer minha trajetória.

Estou aqui. Estou pra mim. Sou só um instante. Um segundo que pode a qualquer minuto ser desfeito.

Eu sempre volto e não importa a quantas anda a cadência da vida.

Na verdade eu preciso de voos, pousos e poucas querências para me realizar, para amar para dentro da minha normalidade vez em quando enlouquecer.

Eu vou bem. Mesmo que não achem, mesmo que imaginem. Vou cuidando do meu espaço, ajeitando a bagagem e colocando a nova mobília no coração.

Não sei que tempo é esse que muitas vezes me consome, me agita, me coloca de joelhos para que eu aprenda com os tombos e repense na Lei do Amor, na Lei da vida.

Acho que tenho aprendido. Tenho dançado conforme a minha esperança.  E sonho. Sonho muito. Sonho com aquele abraço quente e apertado que me protegeu por tantas vezes.

Não existe nada melhor do que o toque de alma presente, das raridades que nos levam a simplicidade absoluta.

A vida é curta.

Eu sempre volto. Volto às vezes com o olhar mais enigmático, o semblante que precisa ser decifrado. Volto empurrada pela mão do destino que não desiste de mim.

Só Deus sabe de todas minhas vivências, e necessidades espirituais.

Eu sempre volto. Não importa o dia o mês a hora.

Volto no meu tempo. Volto quando achar que posso prosseguir.

Volto sem precisar provar nada a ninguém.

Volto para dar a cara para bater.

Para respirar um novo ar e admirar uma paisagem que ainda não vi.

Volto através dos ponteiros de Deus e das coisas que ainda preciso conhecer, amar, reviver.

No final das contas a palavra ainda é esperança;

É brilho no olhar e vontade de tentar alcançar o ápice dos momentos felizes.

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.