Comportamento

“Só estou viva porque meu marido me salvou”, diz viúva sobrevivente da tragédia em estrada de SP

só estou viva porque meu marido me salvou diz viúva sobrevivente da tragédia em estrada de SP

No meio de tantas notícias negativas, um ato de coragem e amor foi contado por uma das sobreviventes da tragédia.



O acidente ocorrido no último dia 24, entre um caminhão e um ônibus, numa rodovia do interior do estado de São Paulo, tem impactado muitas pessoas, especialmente pelo grande número de vidas perdidas que, em sua maioria, eram de pessoas jovens, com muita coisa pela frente.

Pela gravidade da colisão e do estado das vítimas, um dos médicos da Santa Casa de Taquarituba, responsável pelos primeiros atendimentos, até mesmo gravou um vídeo pedindo oração e torcida de todos, para que pudessem lidar com a situação da melhor maneira possível.

No entanto, no meio dessa grande tragédia e da dor dos que perderam familiares e amigos, existe uma história de heroísmo, que ficará para sempre marcada na mente e no coração de uma das sobreviventes.


Sônia Vilhena, de 23 anos, é uma das pessoas que saíram vivas do acidente e, segundo entrevista concedida ao Portal Metrópoles, isso se deve a uma grande atitude de seu marido.

Ela contou que estava no terceiro banco do ônibus e acordou com o marido se jogando sobre ela, como uma espécie de escudo humano, e só está viva porque ele a salvou.

Infelizmente, o marido não sobreviveu, assim como a mãe da jovem. À revista Época, a irmã de Sônia, Patrícia Mara Batista, confirmou a informação e acrescentou que o casal tinha uma linda história e que ele foi o irmão que ela não teve.

Uma irmã e um irmão de Sônia também estavam no ônibus. A mulher passou por uma cirurgia e o homem teve as pernas amputadas.


Segundo apurado pela revista Época, Sônia e sua família trabalhavam numa fábrica têxtil em Fartura, chamada Stattus Jeans, a qual disse estar prestando auxílio às vítimas, em nota destinada à imprensa.

Sônia tem um filho de um ano e oito meses com o marido falecido, e agora enfrentará a missão de recomeçar sem o seu grande companheiro de vida e sem sua mãe, que certamente eram os pilares de sua família.

Que ela tenha muita força nesta nova etapa de sua vida e seu coração encontre paz, sabendo que ela foi muito amada por essas pessoas, o que ficou claro, nos últimos momentos de vida de seu marido.


Menino deixa cãozinho em abrigo com um recado: “Não deixem que meu pai o pegue, ele bate muito nele”

Artigo Anterior

Recomeço: com ajuda da população, família venezuelana consegue casa e emprego!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.