Sobre a amizade verdadeira…

Esses dias, estive conversando com umas amigas e estávamos nos dando conta de como a superficialidade tornou-se algo tão comum hoje em dia! Ela  está se tornando parte das pessoas e elas estão agindo de maneira rasa e supérflua até com as amizades…

As amizades atualmente costumam ter prazo de validade: só valem enquanto podem oferecer algo…

Isso me fez refletir sobre a verdadeira amizade, porque ainda sou das pessoas que conserva certos valores ao pé da letra, como as amizades, por exemplo…

As verdadeiras amizades são aquelas que nascem na infância ou que se fazem através de pessoas, crianças que, apesar de adultas, ainda guardam consigo a necessidade de laços verdadeiros, sem segundos interesses.

As verdadeiras intenções são aquelas que se alicerçam nos princípios de verdade, fidelidade, do se doar para o outro, simplesmente pela necessidade de ter ao seu lado pessoas verdadeiras.

É tão ruim quando crescemos e passamos a ver as coisas para além da fantasia, quando vemos a realidade “nua e crua” e as pessoas sem máscaras. Crescer também nos traz certas incompreensões do ser humano: como podem as pessoas se sentirem seguras com amizades “falsas”? Amizades nas quais o único fundo de verdade é o interesse que se esconde atrás de falsas palavras, sorrisos sem cor.

Perdas de tempo, e da própria essência do ser humano. Como podem pessoas falsas se sentirem no direito de roubar o tempo de outra pessoa, fingindo amizade?

A amizade verdadeira é para poucos porque só poucos são os verdadeiros: aqueles que estão ali, independente de tudo e apesar de tudo, para apoiar e nos dizer que as coisas vão melhorar porque vão.

Simplesmente pela presença de alguém verdadeiro, as coisas já se tornam mais fáceis..

Valorizo as pessoas que têm a essência de uma criança porque têm a ingenuidade de se contentar com amizades simples que oferecem ombro amigo quando se necessita, palavras sinceras, sorrisos que nos iluminam por dentro porque sabemos que são verdadeiros. Pessoas com a verdadeira essência de ser humano. A essência daquele que sente o simples, vive o singelo e faz o outro feliz ,por ser uma pessoa tão digna a ponto de se entregar de coração e mostrar que tem a imensidão na alma e o amor de Deus em seu coração. Sim, porque só quem tem Deus no coração sabe ser verdadeiro!

Temos que ser sábios a ponto de enxergar as pessoas por dentro para não nos contentarmos com quem tem uma profundidade que é rasa demais para nos transbordar!

Sim, existem pessoas que são vazias demais do que realmente vale a pena e, portanto, será impossível transbordar quem é cheio!

Amizades vazias de significado não têm nada a oferecer… Ao contrário, elas costumam sugar.

Eu acredito que uma amizade nada mais é do que um encontro entre duas pessoas que é preparado por Deus para que o caminho se torne mais leve e a caminhada valha a pena.

Por isso, não podemos forçar nada, que nenhuma amizade seja forçada porque quando é para ser e quando vale a pena, ela simplesmente acontece e quando nos damos conta, nem nos lembramos de como foi que aconteceu, apenas temos a certeza de que se tornou tão especial, porque foi algo preparado por Deus.

Eu sou uma pessoa que me doo por completo para as minhas amizades. Se elas não sabem me valorizar, esse é um defeito delas… Eu posso não ter milhares de amigos, mas sei que os que tenho são os verdadeiros, nunca precisei de excesso para me sentir feliz.

Importa-me mais o verdadeiro, o autêntico! Importa-me mais o simples, as pessoas simples, as amizades simples, que não se ocupam com grandezas tolas, mas com coisas desimportantes aos olhos de muitos, coisas simples (mas valiosas), como uma verdadeira amizade!!!

____________

Direitos autorais da imagem de capa: william87 / 123RF Imagens



Deixe seu comentário