Somente existe o presente, e ele, dessa maneira, é o maior presente que Deus nos deu!



Reconhecendo a si mesmo…

É um pouco estranho isso né? Saber que você está em todas as coisas. Não você ego, mas você divindade.

E daí o outro deixa de ser aquele ser chato ou legal e passa a apenas SER. Apenas existe e pronto. São experiências. São todos Unidade. O Todo em tudo. E chamam de vácuo quântico. O nada que é tudo.

Se for analisar um átomo, sua maior parte, no mínimo 85% é composta de espaço vazio. Assim como em todas as coisas, um espaço vazio permeando tudo. E percebe-se alguns experimentos como o Efeito Casimir e os micropelos das patinhas da lagartixa em contato com os átomos da parede. E a lagartixa sobe! E tudo se torna tão pequeno à distância, ainda existindo vácuo quântico entre o pelo e a parede.

Então tudo é feito de átomo. Toda realidade é como se fosse um holograma, uma organização. E a onda do vácuo quântico vai se densificando e indo do Bóson de Higgs para o macrocosmo, ou o que se vê como mesa, cadeira, girafa, suco de laranja, entre outros. E o macrocosmo acaba sendo encarado como a única verdade pelos humanos.

As coisas passam a ter valor pelo que o humano percebe através de seus cinco sentidos. Aí classificam como verdade ou não. E tem que provar! E as provações claro, somente ocorrem por esses sentidos.

Quando lidamos somente com o corpo físico, há muitas limitações. Não há como falar de o que está sustentando tudo isso, se não passarmos para parte metafísica. Há limites à física, ou à matéria. Daí a abordagem é passada por meios de ondas eletromagnéticas. Impulsos elétricos viajam desde ponta do seu dedo pela medula, vão até córtex cerebral e descem com resposta ao estímulo inicial. Isso não dá para ver com os olhos, mas é possível mensurar. Assim como estados de alegria, medo e seus ‘tentáculos’ como tristeza, solidão, culpa, raiva e outros são potentes modificadores da bioquímica corporal. E se estímulos nocivos são gerados repetitivamente, claro que o corpo pode manifestar uma anormalidade, que chamamos de doença.

Então, estamos em tudo.

Tudo que percebemos ou não tem a frequência “mãe” geradora contida, o vácuo quântico. Tudo. Desde simples pensamentos até grandes arranha-céus. E pessoas constroem bioquímica o tempo todo.

Pessoas são laboratório ambulantes com potente gerador de energia. Elas plasmam o que sentem o tempo todo.A vida deixa de ter passado ou futuro. Somente existe o momento do agora. E são vários “agoras”.



É realmente complicado permanecer no agora por muito tempo. Tinha época que meu record foi de 5 minutos. Estava meditando. O restante estava envolvida com problemas e tentando arduamente resolvê-los. Ou resolver problemas dos outros. Final do dia era aquele desgaste. Hoje, consigo, por uma hora, ainda progredindo. E isso está ligado diretamente com a situação atual. Mais tempo depositado no momento presente é mais tempo que você trabalha em si mesmo. Parar de ficar no futuro e fazer o que se pode já. Planejar é bom sim! Mas trazer a situação de 20 anos pra frente para agora torna mais produtivo e dinâmicas as atitudes.

Somente existe o presente, e ele, dessa maneira, é o maior presente que Deus nos deu.

E contemplar a criação, a beleza presente, o grilo cantando lá fora, os olhos marejando, a cama bagunçada, pés gelados e o som do ar condicionado do quarto ao lado. Perceber o que está acontecendo consigo mesmo. Apenas existo. Tem momentos que não sou eu somente, são vários eus. Não egos. Apenas muitos brilhos. Várias estrelas ao meu redor e dentro de mim.

Apenas estou em um jardim, com as pernas cruzadas. O vento embaralha as flores e o perfume encanta os sentidos. Ajeito minhas costas na árvore e os pés afundam na terra fofa. Aterrei-me.

Mais um pouco de vento nas árvores. Um pouco de nuvens descobrindo o sol e a luz nos meus olhos. Apenas é. Apenas está acontecendo. Algumas crianças brincando com a água da chuva. Meu cachorro vindo e buscando minhas mãos. Pelagem caramelo e carinho, muito carinho.

Pássaros pousam a minha frente, bicam um graveto e sobem. O sol se encolhendo. O amor nas mãos tocando e no travesseiro, eu repousando.

______________

Direitos autorais da imagem de capa: antgor90 / 123RF Imagens






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.