publicidade

Somos como árvores

Um certo amigo me disse uma vez que observássemos uma árvore! Ela é cortada inúmeras vezes, destruída até o tronco, mas, mesmo assim, um broto daquela única raiz, continuará tentando crescer rumo ao céu.

Ao analisar isso, até parece se tratar de autoajuda não é mesmo? Porém, é a realidade! Somos como árvores porque sempre que acordamos destruídos e desmotivados da vida, ainda assim algo nos faça levantar, tocar a vida, nem que seja para tomar café.



Somos como árvores quando, mesmo humilhados, mesmo chorando, a gente aguenta e passa por isso. Somos como árvores toda vez que pensamos em acabar com tudo, porém, dentro de nós, sempre existe um ímpeto que diz: “não! Só mais um dia, hoje não!”

Você sabe de onde vem isso? Se isso acontece tão frequentemente quem garante que a voz que lhe diz “não”, a força contra as humilhações, a vontade mesmo que pequena de apenas tomar seu café, não sejam quem realmente você é?

Se isso é mais frequente do que parece, o que seria essa sensação?

Talvez a sensação de progresso que todos nós sentimos, a sensação de movimento que assim como as árvores nossas almas anseiam porque no fundo é isso que nós somos, não são suas tristezas que fazem em princípio você, mas esse instinto de seguir.

“E seguir para onde?” Você provavelmente pensa, e eu lhe digo: necessita de um pódio de chegada? Necessita de tantas conquistas? Talvez o “onde” seja o café pela manhã, que pode evoluir para um livro, que pode evoluir para meditações, que pode evoluir para descobrir seu espaço neste mundo, talvez a sensação de “não, hoje não” possa ser para refletir sobre a vida, seu sentido, talvez perceber que o sentido vai mais além do que vemos, espiritualmente falando, talvez continuar progredindo e “fazer a passagem naturalmente” possa lhe mostrar que foi recompensador.


Talvez assim você possa colaborar num sopão, ir de encontro a uma religião, ou ao amor dessa vida.

Quem sabe, das humilhações aguentadas e não revidadas, você possa obter a paciência para lidar e não magoar quem ama, que pode evoluir para um melhor convívio, que pode evoluir para paz de espírito. Viu? Percebe que é como um brotinho, crescendo vicejando ao céu, porque a lei natural quer progredir. Se você pensar como uma árvore seguirá a vontade verdadeira dentro de si, esquecerá as ilusões que este mundo apregoa, verá além do véu, mas para isso, a cada dia que se passa, seja um broto.

Nada é por acaso para nós, o universo nos ensina como nos livrarmos das piores cargas que na verdade não são quem somos, o que somos é a vontade de seguir o fluxo, continuar, ir em frente. Não precisa de um pódio, o nosso prêmio é sermos nós mesmos, seguindo em frente, não estamos em busca de dinheiro, mas de sermos o que somos, naturalmente, e fomos feitos. Nossa surpreendente consciência sabe que existe algo maior, que podemos transcender para algo melhor, mas para isso devemos ser nós mesmos, ajudando pelo menos quem somos, já é um passo para participar dessa caminhada para a verdade.


Você não está só! Não existe nada mais doloroso nesse momento, então agradeça! Porque quanto maior for o machado, mais forte o broto tem que voltar a crescer, então, sofra, não finja que está bem, mas saia da lama mesmo sofrendo, sentindo dores, se for necessário converse com alguém, algum psicólogo, alguma casa espiritualista, mesmo na dor, ouça a voz interna que lhe guia, a voz de sua consciência.

Se você perceber que a voz o leva para frente, continue, não desista, isso tudo um dia acaba, e, ao transcender, se você ouviu essa voz, saberá que fez um bom trabalho.

Mas antes perceba que isso é necessário, agradeça, você está aqui provando isso e pode continuar, quem sabe o que lhe aguarda do outro lado? Não é melhor então ouvir e seguir nessa vida esperando que a natural lei se cumpra? Nós não temos o poder de saber sobre a lei do universo, mas, decerto, se tudo nos move a avançar, você acha que é aleatório?

Convide-se a andar neste mundo, mesmo precisando de alguém, não é orgulho nem fraqueza. Se estamos aqui por algum propósito, por que não ajudar o amigo do lado? Assim caminha e facilita para os dois o processo, profissionais ou amigos, sempre serão nossa mão na roda.

Não tenha medo, tudo é nulo nesse planeta, ouça a voz da consciência que lhe pede para seguir, olhe tudo como nulo e apenas ande, mesmo que precise de ajuda. Tudo é nulo logo dor não existe, logo ódio também não, o que sobra? Sua consciência de coletividade e permanência desse movimento, sentindo-se junto e agregado, passa a interpretar tudo com mais tranquilidade.

Se precisar, medite, ouça binaurais, faça Reiki, entre outras terapias de energização, eles são nossos amigos que vieram ajudar naquilo que o psicólogo não consegue alcançar. E então perceber-se-á seguindo em frente e seguindo seu “eu” que a vida é apenas mudar de frequência, nisso entendemos que existe mais do que apenas aqui, satisfeitos mesmo ainda com toda a carga, seguimos em frente.

Feito árvores, compreendemos a voz que permanece nos impulsionando a evoluir, e entendemos. Ao entender tudo fica fácil. Somos árvores, somos brotos.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: chalabala

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.