ColunistasGratidão

Sou grata por cada pessoa que bateu à minha porta, por tudo que a vida me ofereceu e me retribuiu

sou grata por

O quê deixar para trás? Não deixe nada. Exceto o mal que você fez ou fizeram a você. Leve gratidão por cada desencontro, despedida ou decepção. – Não, eu não estou maluca.



Quando a gente entende e aceita que exatamente tudo que acontece na nossa vida tem um propósito, inclusive as coisas que nos deixam tristes, todo o resto faz sentido mais tarde.

Aposto que você é capaz de se lembrar de algum momento da sua vida em que você pensou: “Isso não teria acontecido se tal coisa tivesse dado certo”. Na verdade, você dá até um suspiro, aliviado, por ter sido assim.

Costumamos ser imediatistas achando que a felicidade sempre estará naquele único plano que fizemos, mas a vida faz questão de vir e nos ensinar quantas vezes for preciso que o horizonte é bem mais amplo.


Tudo ao nosso redor é bem maior do que conseguimos sentir. Sempre podemos muito mais, se ao menos desistirmos de olhar fixo para um único ponto.

Há infinitos lugares, coisas e pessoas para você conhecer. Tudo que lhe trouxe até aqui também é parte disso e alicerce de quem você é agora, mas se há algo mutável, isso é a vida.

E você está aqui para isso.

Aprenda com as dores e não tire o brilho das coisas boas que lhe aconteceram só porque elas chegaram ao fim. Leve cada história, as chegadas, as partidas, seus erros, seus acertos. Isso tudo construiu um pouquinho de você. Não se esqueça de que a gratidão abre portas. Ela mantém o caminho menos árduo.


Hoje eu quero ser grata por cada pessoa que bateu à minha porta. Cada pessoa que dividiu lugares comigo. Às que me fizeram perder o fôlego numa risada frenética e às que me fizeram chorar também.

Grata por tudo que a vida me ofereceu e me retribuiu. Levo tudo comigo e para o amanhã eu só espero uma coisa: sensibilidade para sentir o que os olhos não veem.



Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / boggy22

“incomodou, doeu, toma que é seu”.

Artigo Anterior

A gente continua…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.