publicidade

Sou melhor quando reconheço que nem sempre sou o melhor!

Muitas vezes a gente acorda já pensando que aquele será o melhor dia, que vamos ser e encontrar as melhores pessoas, que tudo estará sob controle e que as coisas não vão além da nossa possibilidade de resolvê-las.



E, de repente, você se depara com uma situação inesperada. Com pessoas que o provocam com palavras e atitudes inesperadas.

E você se vê e se coloca no lugar de outros que também vivem as mesmas situações ou então até menos favoráveis que aquela que está a sua frente. E aí Universo?

É preciso agir, ou reagir pelo menos. Não dá ou não queremos resistir e aceitar sem falar, discordar, e contrariar os outros. E por buscar um equilíbrio na vida, sentimo-nos culpados e ressentidos por não respondermos à altura aquilo que talvez esperasse de nós uma postura mais correta.

Bom seria se todo dia fosse paraíso. Sem incidentes, inconvenientes, tudo correndo bem, andando no fluxo. Bom seria se nada nos provocasse, nada nos tirasse do sério. Se as pessoas não distorcessem nossas palavras, não discordassem do nosso posicionamento. Mas pessoas, simplesmente, são diferentes. E isto basta para a vida nos provar que nem sempre estamos no controle.


Quando tomamos por prática viver no lado da paz e da serenidade, algumas circunstâncias ocorrem poucas ou raras vezes. Talvez por isso, não sabemos lidar tão bem com elas. Pessoas que enfrentam desafios todos os dias, provavelmente, são muito mais fortes e lapidadas para enfrentar adversidades. Estas merecem nossa admiração.

E a gente, nessa de transformar o aqui e agora no melhor lugar, deveria ter sido melhor e nem tentou ser o bastante, nem o suficiente ao encarar a realidade.

Poderia ter renunciado a algumas atitudes, palavras e gestos. Poderia ter silenciado. Não esboçado reação.

As palavras às vezes destoam das nossas crenças que parecem cair por terra. Mas ter esta consciência, que chega com um toque de arrependimento e a tentativa de transformar uma situação, mostra-nos que estamos no caminho.


Observar os próprios atos, deslizes, erros, é algo que vai nos moldando. Haverá dias que parece que o mundo está nos testando e a brincadeira parece séria. Não era para ser, para acontecer e num instante nem nos reconhecemos. Mas é possível a gente se refazer.

E a gente se refaz tentando corrigir e não repetir o erro. Porque há uma vontade imensa dentro de nós em sermos melhores, não que os outros, mas para os outros e pessoas melhores melhoram o mundo!

_________

Direitos autorais da imagem de capa: peus / 123RF Imagens

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.