publicidade

Sou uma longa história…

Sou uma longa história. Mas uma daquelas que não tem o sumário organizado e na qual os capítulos não seguem a ordem que supostamente deveriam.

Por muito tempo deixei que escrevessem essa história por mim, e nada se compara a quando eu peguei o lápis na mão e o livro passou a ser esculpido com a minha própria caligrafia. Nada se compara a quando eu passei a fazer minhas próprias escolhas e a gritar para o mundo quais eram as minhas próprias opiniões.



Quando eu deixei de ser uma marionete do sistema e da sociedade para ser aquela que está no controle – mas que tem os sentimentos completamente descontrolados, e não faz questão alguma de arrumá-los. Quando eu tomei minhas próprias decisões, sem me preocupar se elas não iriam de encontro às expectativas que construíram para mim – só preciso atender às minhas.

Quando eu entendi que tudo bem não querer o mesmo que a maioria das pessoas quer. Quando eu compreendi que minha alma abriga sonhos, não metas e objetivos esquematizados. Quando eu aceitei que meu futuro pode até parecer completamente incerto, mas que tudo é possível, se eu acreditar e der o máximo de mim na luta.

Quando eu cresci através dos meus tombos e amadureci através dos meus erros. Quando eu decidi que prefiro, ao invés de ter, ser e conhecer. Quando eu descobri quem eu era de verdade, só depois de me perder.


Essa história ainda não chegou nem à metade, e eu vou continuar escrevendo-a com a esperança de que a jornada seja feliz também, e não apenas o final. 

Tudo o que sei sobre mim até agora é que eu quero mais do que as outras pessoas costumam querer, seus objetivos sempre tão semelhantes e padronizados não são o suficiente para mim.

Eu acredito que a vida é maior, que a vida tem que ser mais. Que tudo não se resume a estudar, trabalhar, casar, ter filhos, aposentar-se e morrer. Eu não gosto de ter uma mesma rotina por muito tempo porque fico entediada, estou sempre mudando alguma coisa, procurando alguma novidade.

E a verdade é que eu não posso lhe dizer quem sou, porque nem eu sei ainda, mas estou buscando por uma resposta. 


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: alexgrash / 123RF Imagens


Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.