publicidade

A sua escrita revela o seu estado de saúde!

Você já parou para observar que a sua escrita muda ? Muda de tamanho, de inclinação … Se você está triste ou alegre, com fome, com frio, amando ou desiludido, alcoolizado ou até mesmo nervoso a sua escrita sofrerá mudanças, ainda que tênues.



Quem nos explica este fenômeno é a Grafologia: a ciência que estuda o comportamento das pessoas através da escrita. Não é adivinhação, esoterismo, ocultismo ou afins, é CIÊNCIA. Ministrada a título de pós graduação em várias universidades estrangeiras devido ao reconhecimento nos países mais evoluídos. No Brasil esta ciência ainda engatinha, motivo pelo qual absurdos são propagados por aí, incluindo cursos superficiais… No exterior o profissional que utiliza a Grafologia é reconhecido como profissional liberal, o que não ocorre ainda em nosso país.

A Grafopatologia é um ramo da Grafologia que estuda as alterações gráficas produzidas por doenças físicas e/ou mentais.

Quem escreve não é a mão, mas sim o cérebro, ou seja, ao perder a mão, o sujeito poderá escrever com os pés ou até mesmo com a boca. Neste caso, por mais que a escrita seja diferente em comparação à escrita à mão, os traços essenciais (de temperamento e caráter) permanecerão na escrita, traços estes que apenas um Grafólogo bem preparado poderá identificar. Qualquer alteração física ou emocional que afetar o cérebro será acusada imediatamente na expressão gráfica. Na escrita expressamos o nosso estado biopsicossocial.


QUAIS SÃO OS INDÍCIOS GRÁFICOS DE QUE A SAÚDE DO ESCREVENTE NÃO VAI BEM?

É importante frisar que o Grafólogo não é habilitado a realizar diagnósticos, pois estes são privativos de profissionais autorizados para tal (Médicos, Psicólogos e afins). De todo modo não podemos negar a gigantesca e fidedigna contribuição da Grafologia nos âmbitos clínico, jurídico e organizacional. Vamos aos traços que indicam que a saúde (física ou mental) não está bem:

1) Traços tremidos:


A escrita tremida é comum e aceitável em idosos, devido à selenidade e o possível uso de medicamentos de uso contínuo. Quando a escrita é tremida em crianças, adolescentes ou até mesmo em adultos, devemos procurar as possíveis causas, inclusive com especialistas. Causas comuns: Intoxicação com medicamentos de uso contínuo. Patologias físicas ou mentais (Síndrome do pânico, transtornos de ansiedade, depressão…). Uso de álcool ou drogas. Excesso de sexo. Possível pós-operatório.


2) Traços torcidos:

O traço torcido é sinuoso, quando na verdade deveria ser reto. Na imagem de exemplo, existem dois tipos de torções: o “balão” da letra L “torcido” e a letra T de tampa “torto”. Toda torção é sinal de sofrimento, físico ou mental. É comum em escritas de pessoas que estão passando por momentos difíceis. Indica ainda insegurança e falta de energia e autonomia.


3) “Cor” da escrita fosca, desnutrida e sem vida OU cor da escrita variável (Considere o instrumento utilizado para escrever: caneta, lápis, lapiseira e afins).

A grosso modo, a pressão na escrita é a força que a pessoa imprime ao escrever, expressa na vistosidade dos traços, daí a nomenclatura “cor da tinta”. Devemos levar em consideração o instrumento utilizado para escrever. Não é recomendável o uso de xerox e afins, nem tão pouco de lápis, lapiseira, caneta de ponta fina pois estes instrumentos alteram a pressão.  Para que a análise seja mais próxima possível da realidade do escritor, o instrumento ideal é a caneta esferográfica ponta grossa.

O calibre do traço fino (desnutrido), fosco, pálido e sem vida denota baixa energia e dinamismo. Incapacidade de reagir energicamente diante dos obstáculos. Outra interpretação cabível é a possibilidade de estados depressivos.

Variações de cor na mesma letra, palavra ou no decorrer do grafismo.

Indica mudanças de humor. Temperamento mutante. Facilidade em irritar-se. Oscilação de energia e de conduta.


4) Chaminés:

São espaços em branco que aparecem no sentido vertical ou até mesmo diagonal.

Indício de patologias físicas ou mentais. Possível depressão e ansiedade em alto nível.


5) Traços fragmentados:

Não há continuidade no traçado, o mesmo é partido, quebrado, fragmentado. Um das interpretações é a falta de ritmo. Depressão e ansiedade. Enfermidades psicofísicas. Energia débil.


6) Velocidade muito lenta:

A lentidão na escrita tem as mais variadas causas, positivas e negativas. O Grafoanalista não conta o tempo que a pessoa escreveu. Existem formas de identificar a velocidade na escrita sem verificar o tempo que o indivíduo utilizou para escrever. No caso da lenta, geralmente a escrita tem letras que são ligadas através de “soldas” por exemplo. A escrita pode ser caligráfica (padrão aprendido na escola), redonda e grande ou muito grande, traços para a esquerda, retocada, muito bem cuidada, com muitos ornamentos, etc. Quando muito lenta, a interpretação positiva é excluída. É indício de ausência de dinamismo, espontaneidade e perspicácia. Fadiga, cansaço. Possível retardo mental. Dificuldade em aprender e assimilar. Lentidão nas tarefas. Tristeza. Pós – operatório. Lesões musculares. Dor na mão ou no braço.


NOTA: Esta postagem não tem por objetivo diagnosticar patologias através da escrita. O diagnóstico é privativo de profissionais habilitados para tal. O intuito é levar ao leitor o conhecimento de que a escrita não é apenas um instrumento de comunicação, a mesma expressa com precisão os estados emocionais e fisiológicos de quem escreve. Traços isolados não têm valor algum para os Grafólogos de ponta. O ideal é a análise ser realizada não por traços isolados, mas sim pelo conjunto gráfico (uma redação), inclusive com o auxílio de um profissional adequado para que possamos chegar o mais próximo possível da realidade do escrevente. Outro ponto interessante que devemos considerar é que as pessoas estão deixando de escrever à mão em função da tecnologia. Este fato não deslustra de maneira alguma a Grafologia, todavia a interpretação será um pouco diferente quando comparada às análises de pessoas que escrevem diariamente. Agradeço a atenção do leitor!

Cordialmente, Thaís Guimarães, Grafóloga.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.