Sua família é o seu bem mais precioso! Cuide dela com carinho e empodere suas gerações!



Cuide da sua família e empodere as suas próximas gerações!

Às vezes, não compreendemos o porquê de uma determinada família enfrentar as mesmas dificuldades, ano após ano, faça chuva ou faça sol. Geração vai, geração vem, sua mãe repete os mesmos erros que sua avó e você parece ir no mesmo andar da carruagem.

O tempo passa depressa e você não aprende com os erros de seus antepassados, repetindo os mesmo gestos e atitudes tóxicas, além de pegar o mesmo atalho que o leva à frustração, à falência e ao esgotamento emocional.

Para que tudo mude, você só precisa pegar um caminho diferente. Morar em lugares diferentes pode lhe fazer bem. Se o seu avô era padeiro, dono de um comércio que o seu pai herdou e a família inteira trabalha nele, não significa que você deva seguir o mesmo caminho. Estude outras possibilidades, quebre regras e, se necessário, até tradições.

Se isso o faz feliz e motivado, continue o caminho de seus bisavós, mas não se esqueça de que você tem uma identidade e uma personalidade a serem moldadas. Nasceram outras profissões, é um novo século. Salve sua família e empodere as suas próximas gerações!

Veja as 8 características de uma família tóxica, à beira do atraso. São características que desgastam, atrasam e até amaldiçoam. Veja se sua família segue algum desses padrões:

1. Falta de solidariedade: sabem que seus parentes passam por momentos difíceis, mas ao invés de se levantarem e oferecerem a mão, esperam os gritos de socorro e desespero.

2. Competitividade: ficam sempre competindo para ver quem é o melhor, quem sabe mais.

3. Comparação: sempre comparando os filhos com o primo bem-sucedido, compara o carro, a casa, até o sofá.

4. O hábito de não poupar dinheiro: uma boa família, mesmo que não tenha tanto dinheiro, deve ter o hábito de poupar, evitar gastos desnecessários e ter uma reserva para proteção e segurança da família. Claro que precisamos viver o hoje sem pensar no amanhã, mas, nesse caso, trata-se de amor e poupar dinheiro é a garantia de que sua família não passará fome, frio ou outras grandes dificuldades.



5. Superproteção: a superproteção sufoca, destrói o ser humano, tirando sua liberdade de escolha, seu direito de ir e vir, autonomia, individualidade e privacidade, construindo seres fracassados e dependentes, sem equilíbrio emocional.

6. O descaso: pergunte seu filho como foi o dia na escola, com quem ele brincou, que atividades ele desenvolveu, quem são seus amiguinhos, as matérias que ele mais tem dificuldade ou afinidade. Chame o seu avô para jogar xadrez, acompanhe sua avó à feira ou leve-os para uma casa de dança. Esteja presente nas apresentações de balé do seu sobrinho, seja família.

7. O apego ao fracasso: apegar-se ao fracasso é usar frases e adjetivos negativos, como “eu não posso”, “eu não consigo”, “isso não é para mim’, “não tenho roupa para ir”, “não sei se vou dar conta”, “estou com vergonha”, “é muito longe”, “deixe para outro dia”, medo de conhecer pessoas e lugares diferentes, medo até de conversar.

8. Insegurança: uma família insegura perde grandes oportunidades, por medo de se arriscar, então se arrisca menos, permite-se menos, vivendo sempre dentro de uma pequena bolha, um mundinho pequeno e limitado, comendo sempre arroz com feijão, sentado no mesmo sofá, frequentando o mesmo bar e o mesmo clube a vida inteira, sem novidades ou inovação.

Saia da zona de conforto, o mundo é imensamente lindo, cheio de possibilidades para o sucesso!

Seja corajoso, não diga que não consegue! Dizer que não sabe fazer significa que você não quer aprender. Todo dia é dia de aprender! A família é o nosso bem mais precioso! Cuide dela com carinho e inteligência!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Konradbak/123RF Imagens.






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.