Sua felicidade é responsabilidade sua, não a coloque nas mãos de ninguém!

Nossa felicidade é o nosso bem mais precioso, por isso não pode ser colocado nas mães de ninguém!

De todas as ilusões, a primeira que nós precisamos nos livrar é a de que o outro nos preenche.

O outro pode ser importante, ele pode nos ajudar, ele pode ser alguém especial. O que o outro não pode fazer é aquilo que nós não fazemos por nós. Afinal, não podemos sentir o que o outro sente. O que sentimos é o nosso sentimento em nós. E é esse sentimento que nos completa.

Por isso, pare de se agarrar aos outros esperando que eles venham lhe dar o que você não se dá.

Não fique aí nesse sonho, esperando um parceiro que venha suprir todas as suas carências.

Esperando o dia que não precisará usar suas forças para trabalhar.

Esperando que todos que passem por você o aprovem,  aplaudam, sorriam e falem bem da sua pessoa.

Chega de depender tanto da valorização externa e da aprovação do outro.

Não estamos aqui pra agradar o mundo, estamos aqui pra buscar a nossa realização. Isso não tem a ver com ser egoísta, isso é uma questão de ter responsabilidade por si.

A responsabilidade de quem não coloca sua felicidade na mão do outro, que não espera um aplauso para ser feliz, que não se põem para baixo com qualquer coisa que alguém diz.

Nossa felicidade é o nosso bem mais precioso, por isso não pode ser colocado na mão de qualquer um. Seja em uma pessoa, seja em um bem material, ou em uma situação no amanhã. Não coloque o seu bem-estar lá fora. Ele está dentro de você.

Cada qual está aqui para cuidar de si. Simplesmente porque não tem condições de cuidar do outro. Não por maldade, apenas por limitação. A limitação de ser um humano que ainda está crescendo, e que acima de tudo, está primeiramente aprendendo a lidar consigo mesmo. Como então esperar que essa pessoa tenha condições de lidar consigo, e ainda assegurar a nossa felicidade? Isso é pura ilusão. Apenas nós podemos nos conhecer de verdade, saber o que sentimos, conhecer as nossas carências e a melhor maneira de lidarmos com elas.

O outro pode nos ajudar, mas jamais pode nos assumir.

Quando nos importamos muito com os outros jogamos todas as nossas forças para alguém, perdemos o poder, a ousadia, o brilho pessoal, e nos tornamos uma pessoa que está sempre se moldando pela opinião alheia, omitindo-se, machucando-se, diminuindo-se,  iludindo e se decepcionando com as pessoas, porque elas não corresponderam ao sonho que tivemos.

Isso porque as pessoas não são ideais, elas são reais.

Construímos nossos ideais de parceiros, de amigos, de familiares, de colegas, sempre baseados nas nossas carências. Queremos que eles sejam do tamanho exato daquilo que mais necessitamos. Ignoramos a realidade, e investimos na ilusão. E quando a verdade chega, culpamos o outro por não ser o que sonhávamos e não nos fazer feliz.

Mas, ninguém é responsável por você. Só você é. Então, não se coloque nas mãos do outro. Não dependa de que o outro seja, faça ou diga pra você se sentir bem e feliz. Sempre que esperar algo de alguém, primeiro faça isso por você.

Seja sempre o primeiro a se analisar, se apreciar, se elogiar, a ter um tempo pra você, a incentivar os seus sonhos, a acreditar em suas ideais, a valorizar as suas opiniões, a se dar carinho, a pegar leve com você, a se perdoar, a fazer o que gosta, a dar valor ao que faz, a se amar por inteiro, amando cada cantinho daquilo que compõe o que você é.

Quando você faz por si, não espera do outro, não alimenta ilusões, não joga uma responsabilidade impossível pra ele. Você permite que ele seja o que é, que faça o que pode, que te ajude nesse processo de autoconhecimento.

É só nesse momento que aquilo que não serve para sua vida, você deixa ir embora, que você abandona as desilusões e sente todo o poder que existe em você, libertando-se para ser quem é e fazer aquilo que gosta.

Lembre-se sempre: a sua felicidade é sua joia mais preciosa. Cuide bem dela!  Porque o primeiro passo para ser feliz, é ser responsável por si mesmo, afinal, ninguém vai fazer por você aquilo que você não faz por si!

_____________

Direitos autorais da imagem de capa: yuryrumovsky / 123RF Imagens



Deixe seu comentário