8min. de leitura

Sugestões para aliviar o stress e a ansiedade

Para onde você vai com tanta pressa?

O mundo acelerou de uma forma extraordinariamente espantosa, trazendo uma necessidade de se desdobrar para realizar muitas atividades ao mesmo tempo. Com isso, diversos papéis estão sendo exercidos, em prol da eficiência e da competitividade na vida pessoal e profissional.



Muitas pessoas obtêm grandes conquistas com tudo isso, porém, uma preocupação começa a tomar conta de especialistas de diversas áreas de saúde: o grande aumento de doenças cardiovasculares e mentais, entre elas o infarto fulminante, o AVC (Acidente Vascular Cerebral), depressão, alcoolismo e dependência química.

Em consequência desse “modelo de vida”, alguns aspectos importantes estão sendo negligenciados.

A ansiedade é considerada o mal do século, tirando o sono e a fome das pessoas, que preferem passar muitas horas em frente aos equipamentos tecnológicos como os tablets, smartphones, entre outros, em uma busca frenética de informações.

Além disso, o crescimento das relações virtuais que estabelecem todos os dias usando as redes sociais é considerado um grande perigo para o corpo e a mente.


Já é bem visível a falta de paciência quando, por exemplo, o computador demora um pouco a ligar, um telefonema vira um transtorno quando a ligação não é completada imediatamente, ou o atendente deixa a pessoa aguardando alguns segundos do outro lado da linha, mesmo que sejam realmente segundos e não minutos, o que piora ainda a situação de stress.

O renomado autor Augusto Cury escreveu um livro muito importante, no qual trata da Ansiedade como uma doença que afeta a humanidade, das crianças aos adultos.

De acordo com ele, a sociedade de excessos em que vivemos atualmente, com tantas informações, pressões e cobranças, afeta consideravelmente o ritmo de construção de pensamentos culminando em uma doença chamada SPA (Síndrome do Pensamento Acelerado). Ao longo da obra, ele explica o que é e como lidar com esse grande mal, que com certeza já faz parte da vida de milhões de pessoas no mundo.

As relações são afetadas pela falta de tempo, pelas horas passadas em frente aos aparelhos de telefonia e internet. Percebe-se claramente o isolamento e a comunicação pessoal deixada de lado. A frase que mais se ouve das pessoas é “estou sem tempo para nada!”. Isso gera um cansaço não só físico, como mental, pois o sono é afetado pelas longas noites em claro, buscando mais informações, somando-se a isso o sedentarismo e a má alimentação. A pressa de se fazer muitas coisas leva diversas pessoas a ficarem infelizes em seu trabalho, sua casa, nos seus relacionamentos, pois não conseguem administrar mais o seu próprio tempo. Tenho presenciado grupos de pessoas em um restaurante, pizzaria ou em algum lugar público, cada um com seu smartphone, digitando de uma forma frenética durante horas, e nenhum tipo de comunicação entre eles é feita. Estão juntos e ao mesmo tempo isolados, cada em seu mundo particular.


A falta de paciência em se comunicar, ouvir o outro, olhar nos olhos e contar casos está dando lugar à solidão, aos amigos virtuais e à ansiedade por não poder terminar em tempo hábil tantas tarefas propostas.

É necessário, portanto, ficar atento aos sinais do corpo e da mente, tentar diminuir o ritmo de vida, ficar mais com as pessoas e menos com os aparelhos digitais. Alimentar-se bem, ter uma noite de sono saudável, caminhar e fazer exercícios físicos. Buscar um ritmo de vida menos estressante é o ideal para que a quantidade seja substituída pela qualidade!

Aqui vão algumas sugestões para aliviar o stress e a ansiedade

Claro que não é uma receita de bolo, mas sempre podemos lembrar daquilo que deixamos de fazer, prejudicando o tempo, a paciência e principalmente, a nossa saúde física e mental.

1. Faça o máximo que puder para não procrastinar

Quanto mais adiarmos as tarefas e solicitações que nos foram delegadas, mais tempo será necessário para terminá-las, pois outras demandas surgirão, além dos imprevistos. Por mais que se planeje o dia, um telefonema ou visita que não eram esperados mudarão tudo o que tínhamos em mente para fazermos.


2) Fuja dos “ladrões” do seu tempo

Existem pessoas que acreditam que o tempo dos outros não tem valor. Por isso, sempre telefonam em horas impróprias ou chegam sem avisar, roubando as horas sem nenhuma preocupação com o outro. Pedem coisas impossíveis, ficam se lamentando de tudo e não conseguem resolver as coisas sozinhas. Um grande aliado para esse “vilão” é dizer NÃO! Sabe-se que, para muitas pessoas, isso é difícil, mas vale a pena exercitar, de vez em quando.

3) Não seja tão perfeccionista

 

4) Exercite-se, sempre que puder

Fazer caminhadas, ouvindo uma boa música, frequentar academia e dançar são excelentes aliados para relaxar e recuperar a motivação que muitas vezes é afetada pelo stress. Tire um tempo somente para você e cuide do seu corpo e de sua mente.

5) Alimente-se de maneira saudável

Existem alimentos que são muito bons para a pele, o pulmão e o estômago (que é muito afetado pelo stress e ansiedade). Procure sempre comer muita fruta, saladas, carnes brancas (o peixe é excelente). Evite comer gorduras e alimentos de difícil digestão, e exagerar na ingestão de bebidas alcoólicas ou à base de cafeína, principalmente antes de dormir.

Além das dicas acima, ouça uma boa música, faça amigos, sorria sempre e ore agradecendo por tudo que conquistou.

Lembre-se: Faça tudo aquilo que for bom para seu corpo, sua mente e seu coração, com amor, paciência e tempo.

Desacelere e viva o que é real, pois o virtual é bom, mas não será para sempre. A vida é um filme que só passará para você e para mim uma única vez, sem direito a replay!

Fazer bem feito é muito bom, porém, a exigência com o perfeccionismo pode levar a uma situação de stress e ansiedade muito grande. Pessoas que são extremamente perfeccionistas levam muito tempo para executar uma tarefa, além de negligenciarem o sono, pois quanto mais tensas ficam, mais adiam a ida para a cama. Não exija tanto de você e permita-se errar de vez em quando.


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: fahkamram / 123RF Imagens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.



Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.